25/10/2013 07h37 – Atualizado em 25/10/2013 07h37

Assomasul reforça destaques do Programa de Desenvolvimento Regional da Fiems

No Fórum Regional de Desenvolvimento, o presidente Sérgio Longen ressaltou preocupação das prefeituras com a melhoria da gestão pública

Da Redação

O PDR (Programa de Desenvolvimento Regional), novo modelo de relacionamento entre o Sistema Fiems e as Prefeituras do interior do Estado para a distribuição dos serviços oferecidos pelo Sesi e Senai em troca da adoção de medidas de desburocratização da gestão pública para melhor atender o setor industrial, já está conseguindo provocar mudança na forma como os administradores municipais estão gerindo em seus municípios.

Esse novo posicionamento ficou claro no pronunciamento do presidente da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul) e prefeito de Anastácio, Douglas Melo Figueiredo, feito nesta quinta-feira (24/10) durante a cerimônia de abertura do Fórum Regional de Desenvolvimento Circuito Sudoeste, realizado em Bonito pela Fiems, Famasul, Fecomércio/MS, Sebrae/MS, Sest Senat e OCB/MS. Ele destacou que, desde o lançamento do PDR da Fiems no início deste ano, os prefeitos estão procurando buscar alternativas para melhorar a gestão pública.

“O PDR da Fiems está fazendo um raio x dos municípios de Mato Grosso do Sul, evidenciando a vocação econômica de cada região para que possam ser realizadas ações de desenvolvimento. Nesse sentido, estamos caminhando junto com o Sistema S, pois temos o mesmo objetivo, que é o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul. Selamos essa união por meio das realizações dos fóruns regionais de desenvolvimento, que têm aproximado os produtos e serviços do Sesi, Senai, Sesc, Senac, Senar, Sebrae, Sest e Senat das lideranças políticas e empresários”, discursou Douglas Figueiredo.

O presidente da Assomasul acrescenta ainda que a iniciativa expressa a união do poder público com a iniciativa privada. “Essa aliança se faz necessária em prol do desenvolvimento. E para que o desenvolvimento aconteça é preciso planejamento estratégico. O Fórum veio para ajudar nisso, mostrando que as ações têm de ser regionalizadas, considerando as peculiaridades dos municípios, provocando a reflexão sobre qual a melhor forma de realizar as ações”, pontuou.

AVANÇO

Para o presidente da Fiems, Sérgio Longen, as declarações do prefeito Douglas Figueiredo demonstram que os gestores públicos de Mato Grosso do Sul está começando a compreender que não se pode gastar mais do que se arrecada. “Ele já está colocando em prática nos seus municípios as pontos defendidos pelo PDR, reduzindo a burocracia, que é hoje a grande responsável por emperrar o setor privado do Estado”, declarou, ressaltando a importância do empenho dos municípios para desburocratizar os processos, como forma de agilizar os trâmites legais na concessão dos alvarás que tanto o setor industrial necessita.

Ele ressaltou ainda a importância do setor privado para o desenvolvimento de Mato Grosso do Sul. “Hoje, o setor industrial conta com 11.290 estabelecimentos, emprega 143.935 trabalhadores e, até setembro deste ano, já exportou US$ 2,73 bilhões. A indústria se desenvolve e para atendê-la o Sistema Fiems desenvolve diversas ações em 49 municípios do Estado. A primeira conversa com os prefeitos fica em torno da gestão pública, da desburocratização. Quando as prefeituras começam a fazer gestão, começam a entender da nossa necessidade de termos agentes de desenvolvimento, ele de fato começa a acontecer”, disse.

Ainda sobre as ações do Sistema Indústria nos municípios, Sérgio Longen elencou as Bibliotecas da Indústria do Conhecimento do Sesi, que até o fim do ano somarão 40 no Estado, e nas quais são realizados cursos de EaD (Educação a Distância) do Senai, os 92 salas de aula móveis adquiridos para realização de cursos de qualificação para também atender os municípios do interior de Mato Grosso do Sul. “Além disso, temos as unidades do Sesi e do Senai para atender as necessidades da indústria local”, pontuou.

O FÓRUM

O superintendente do Sebrae/MS, Cláudio Mendonça, destacou que o Fórum Regional de Desenvolvimento Circuito Sudoeste, teve início nesta quinta e segue até esta sexta-feira, com a proposta de integrar os empresários e aproxima-los das Federações. “Este é o sexto Fórum e o último a ser realizado em 2013. Tivemos resultados positivos até agora, com coleta de informações do setor empresarial e político. Vimos empresas que nunca tiveram contato com as Federações e o Sebrae, aproximando-se para discutir o desenvolvimento”, disse.

A secretária estadual de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo, Tereza Cristina Corrêa da Costa Dias, também apontou a integração provocada pelo Fórum “O Fórum é um grande sucesso e uma inovação. Vemos a participação das prefeituras e dos empresários, uma integração da comunidade. O Fórum fortalece as pequenas empresas, irrigando a economia local, esclarecendo dúvidas e oferecendo respostas”, pontuou.

Para o prefeito de Bonito, Leonel Lemos de Souza Brito, a parceria com o Sistema S é imprescindível. “O Sistema S é de fundamental importância para o poder público. As pequenas cidades precisam dos empresários, dos pequenos empreendedores, neste sentido o Fórum fomenta o desenvolvimento desses empresários, esclarecendo dúvidas e aproximando cada vez dos S para que o desenvolvimento local aconteça”, alegou.

(*)Com informações de Assecom Fiems

O PDR é um novo modelo de relacionamento entre o Sistema Fiems e as Prefeituras do interior do Estado (Foto: Divulgação/Assecom)

Comentários