17/04/2014 16h44 – Atualizado em 17/04/2014 16h44

Paratleta de judô, Michele Aparecida Ferreira, renova com o Time São Paulo para as Paralimpíadas de 2016

Da Redação

Esta semana, a judoca sul-mato-grossense da cidade de Novo Mundo, Michele Aparecida Ferreira renovou o contrato com o Time São Paulo Paralímpico. Trata-se de uma seleção composta por atletas de elite, constituída por meio de um convênio assinado entre o governo de São Paulo e o Comitê Paralímpico Brasileiro. O Time São Paulo 2014 contará no total com 34 atletas, seis atletas-guia e 23 profissionais das áreas técnica, administrativa e médica, como fisioterapeuta, nutricionista, massoterapeuta e psicóloga.

Nove modalidades fazem parte da equipe: atletismo, bocha, canoagem, judô, natação, remo, tênis de mesa, tênis em cadeira de rodas e vela adaptada. A apresentação da nova equipe foi realizada no local onde será o futuro Centro Paraolímpico Brasileiro, na capital paulista. Atualmente em obras, o CT será a casa de 14 modalidades paralímpicas a partir de 2015, data prevista para entrega das instalações.

A atleta Michele perdeu parte da visão devido a uma toxoplasmose congênita. Aos 19 anos, procurou um projeto para cegos e conheceu o Judô. A paratleta conquistou uma medalha de bronze nas Paralimpíadas de Londres, ouro no Grand Prix Infraero e bronze em Pequim 2008.

TIME SÃO PAULO

Criado em 3 de novembro de 2011, em parceria entre o Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB) e o Governo do Estado de São Paulo, o Time São Paulo visa avaliar, controlar e executar ações de suporte ao desenvolvimento esportivo de atletas de alto nível vinculados ao estado de São Paulo. O convênio prevê ajuda de custo para atletas e treinadores, suporte para aquisição de materiais esportivos e gastos com viagens em competições.

ESTRUTURA

O Centro de Treinamento terá instalações esportivas indoor e outdoor, que servirão para treinamentos, competições e intercâmbios de atletas e Seleções em 14 modalidades paralímpicas: atletismo, basquete, esgrima, rúgbi e tênis em cadeira de rodas, bocha, natação, futebol de 5 (para cegos), futebol de 7 (para paralisados cerebrais), goalball, halterofilismo, judô, tênis de mesa e vôlei sentado. Além disso, terá uma área residencial com alojamentos, refeitório, lavanderia e um setor administrativo com salas, auditórios e outros espaços de apoio.

Atleta vai integrar o Time São Paulo nas próximas Paralimpíadas (Foto: Divulgação)

Comentários