27/03/2012 08h21 – Atualizado em 27/03/2012 08h21

Fiscais da Receita e policiais cobram melhores condições de trabalho nas fronteiras

Em MS, operação padrão deve travar fronteiras de Ponta Porá e Corumbá

Da Redação*

Auditores fiscais da Receita Federal, policiais rodoviários federais e policiais federais realizam operação padrão nas fronteiras de Mato Grosso do Sul nesta quinta-feira (29). Os servidores reivindicam melhorais nas condições de trabalho e também a criação de um adicional específico para quem atua na região, uma espécie de compensação pelos riscos e perigos a que estão expostos.

O movimento “Fronteira Protegida, Brasil Seguro” é nacional e defende maior apoio da União para os funcionários, como condições de segurança e uma indenização para quem atua em áreas de difícil acesso, para estimular a permanência nos 16,8 mil Km de fronteira do país. Em 2011, somente os policiais rodoviários federais apreenderam mais de 5 toneladas de cocaína, 59 toneladas de maconha e mais de 4 milhões de pacotes de cigarros, segundo divulgou o sindicato da categoria.

A operação é realizada pela Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais (FenaPRF) e Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais da Receita Federal do Brasil (Sindifisco – Nacional) e Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef). Em Mato Grosso do Sul, de acordo com FenaPRF, as ações vão se concentrar em Ponta Porã, Dourados, Corumbá e Naviraí.

(*) Com informações dos sindicatos das categorias dos auditores fiscais e PRF

Operação padrão deve apertar fiscalização em postos da Receita que hoje estão praticamente abertos nas fronteiras.

Comentários