13/06/2015 11h11 – Atualizado em 13/06/2015 11h11

A Polícia Civil de Três Lagoas foi comunicada pelos agentes da Polícia Rodoviária Estadual do Estado de São Paulo, que realizaram a abordagem e detenção do acusado

Fábio Jorge

Policiais Civis de Três Lagoas continuam trabalhando no caso de homicídio e tentativa de homicídio, após a prisão de Márcio da Conceição dos Santos, acusado de cometer o crime. Por volta das 17h de ontem, sexta-feira (12), ele foi capturado por policiais da PRE (Polícia Rodoviária Estadual) do Estado de São Paulo, quando tentava fugir sentido Castilho – SP. Os agentes comunicaram a DEPAC (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) e o autor foi encaminhado para a Delegacia para os devidos procedimentos.

Conforme o delegado Ailton Pereira de Freitas, as roupas do acusado foram localizadas próximas ao local do crime, assim como uma camisa suja com o sangue das vítimas. Sobre o crime, Márcio relatou que na tarde daquele dia, teria se desentendido com Odair Rogério Louzada (42), vulgo “Nego Beiçola”. A discussão foi encerrada com a interferência de terceiros e à noite, ele teria ido onde as vítimas dormiam provisoriamente (pois estavam sem residência fixa na cidade). Em posse de um pedaço de madeira, Márcio desferiu vários golpes contra Odair e contra um segundo homem que estava na companhia da vítima.

De acordo com o delegado, durante a agressão contra Odair, o segundo homem teria acordado e, para não ser delatado, o acusado também o agrediu com pauladas na cabeça. No momento do crime, ambos estavam dormindo. Sobre o autor, Dr. Ailton diz que ele é natural de Alagoas, já passou por várias cidades de Mato Grosso do Sul e estava há duas semanas em Três Lagoas.
Márcio encontra-se detido na 1ª Delegacia de Polícia Civil aguardando a conclusão do inquérito, para posteriormente ser transferido para o Presídio de Segurança Média de Três Lagoas. A segunda vítima continua internada na UTI e seu estado é considerado grave.

O CRIME

A Polícia Militar atendeu a uma denúncia relatando que duas pessoas haviam sido espancadas na varanda de um imóvel abandonado em frente à Empresa Cargil, próximo ao bairro Jupiá. No local, os militares encontraram dois homens desacordados, com graves ferimentos na cabeça após serem espancados com pedaços de madeira.

O denunciante alegou ter ouvido discussão e gritos e, viu quando o autor fugiu do local rumo ao Jupiá. As vítimas foram encaminhadas ao Hospital Auxiliadora com traumatismo craniano, onde Odair Rogério Louzada acabou morrendo. O segundo agredido não foi identificado por não portar documentos pessoais. Segundo o boletim de ocorrências, no local do crime foram encontradas garrafas de bebida alcoólica e cachimbo para uso de crack.

As roupas do acusado foram encontradas próximas do local do crime há cerca de 100 metros. (foto: SIG)

Comentários