16/10/2017 11h22

Thais lamenta o fato de ainda existir preconceito por conta dos seus 140kg

Redação

Há quatro meses, Thais Carla viu sua vida mudar depois de ter sido aprovada para integrar o quadro fixo de bailarinos da cantora Anitta. Moradora de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, ela vem, desde então, faturando com campanhas como modelo plus size e passou a ter sua vida exposta e sob o julgamento do público. Se por um lado, a tão sonhada realização profissional chegou, por outro Thais lamenta o fato de ainda existir preconceito por conta dos seus 140kg.

“Passei a ser reconhecida como bailarina, mas a impressão que eu tenho é de que as pessoas me engolem mais. Não aceitam uma pessoa gorda ser bailarina. E acho, infelizmente, que a vida toda vai ser assim. Vai ser difícil mudar a cabeça das pessoas. Sofro preconceito nas redes sociais e até dos próprios bailarinos. Me chamam de gorda no Instagram, dizem que vou morrer. E ninguém me chama para evento de dança, por exemplo”, relata ela, que completou 26 anos ontem (15).

Feliz na carreira e na vida pessoal (ela é casada com o fotógrafo Israel Reis e mãe de uma menina de 11 meses), Thais afirma ser muito bem resolvida com o próprio corpo e diz que não liga para críticas nem rebate ataques. Realizada, ela revela que usa da exposição da sua imagem para incentivar as pessoas a se aceitarem mais e sonha em comandar um quadro num programa de TV com essa mesma temática.

“Não dependo dessas pessoas que estão querendo me humilhar para viver. Não fico me lamentando. Sou uma pessoa feliz e muito bem resolvida. Então, aproveito da minha visibilidade para ajudar os outros. Dou palestras de incentivos para as pessoas, para elas se aceitarem mais, se olharem no espelho e se admirarem do jeito que elas são. Recebo bastante mensagens de pessoas que se inspiram em mim e isso é o que me importa”.

(*) Extra

Thais Carla é uma das bailarinas de Anitta Foto: Reprodução/Instagram

Thais faz parte do atual time de bailarinas de Anitta Foto: Reprodução/Instagram

Comentários