10/01/2013 07h31 – Atualizado em 10/01/2013 07h31

Da Redação

O eletrecista Rodrigo Soares, 36 anos, quase teve um final trágico na tarde de ontem (09) na Capital. Após um caminhão passar pela Rua General Alberto C. Mendonça, na região do Bairro São Conrado, o asfalto cedeu e Soares, que seguia atrás no seu Fiat Pálio, por poucos segundos não caiu no buraco que começou a se abrir antes de uma ponte do Córrego Lagoa.

“Em dez segundos começou a baixar (o carro). Em cinco minutos estava deste tamanho”, disse o eletrecista que conseguiu sair do veículo em questão de segundos. O buraco formou-se por causa da galeria pluvial que existe no local da cratera, que complicou durante a chuva de quase 80 mm no dia de ontem e arrebentou o asfalto.

A perda de Soares foi de R$ 11 mil, mas o pai de dois filhos não esmoreceu.

“Já pensou se estou aqui de noite ou com minha família?”, questionou ainda assustado.

(*) Com informações de Correio do Estado

O ''ponto'' azul dentro da cratera é o Pálio (Foto: Gerson Oliveira / Correio do Estado)

Comentários