Adolescente de 17 anos ainda tem as marcas do espancamento no corpo e as meninas de 11 e 14 anos eram vítimas de abuso sexual; mãe sabia e nunca denunciou. Homem é investigado por outros estupros de crianças

Um casal foi preso na manhã de hoje, 1, em Selvíria, sob acusação de submeter os próprios filhos a abusos.

Adolescente tem as marcas da violência no corpo. Fotos: Divulgação

A prisão aconteceu no Assentamento Canoas. O pai, um homem de 43 anos, estaria praticando abusos contra os filhos, sob conivência da mulher, de 36 anos. O casal tem quatro filhos, dois meninos de 4 e 17 anos e duas meninas de 11 e 14 anos. As investigações apuraram que o adolescente de 17 anos era, constantemente, vítima de maus-tratos praticados pelo pai, apresentando, inclusive, lesões pelo corpo.

Em escuta especializada, a adolescente de 14 anos relatou, ainda, que o pai abusava sexualmente dela desde os 11 anos de idade. O exame de corpo de delito confirmou a suspeita. A outra menina, de 11 anos, também tinha sido vítima de abusos sexuais.

A polícia afirmou que, durante todos os anos de abusos físicos e psicológicos sofridos pelos filhos, a mãe teve ciência e nunca denunciou, pediu ajuda ou tentou impedir que os crimes acontecessem. A Polícia Civil, então, pediu pela prisão preventiva do pai por estupro de vulnerável e maus-tratos; assim como da mãe, pelos mesmos crimes, pois tinha obrigação legal de defender os filhos e, ao se omitir, permitiu a prática reiterada dos delitos.

O mesmo homem ainda é investigado por ter estuprado outras vítimas. A polícia localizou uma delas, hoje adulta, que teria sido violentada quando criança. Por isso, a polícia solicita que quem tiver informações sobre esse ou outros casos, procure a unidade policial ou denuncie através do whatsapp (67)3579-1166. O sigilo da fonte é garantido.

Comentários