20/03/2012 16h01 – Atualizado em 20/03/2012 16h01

Casos de estupros em Três Lagoas têm preocupado a sociedade

Polícia intensifica fiscalização contra estupradores em Três Lagoas

Adriano Vialle

Casos como o de uma mulher que foi estuprada há duas semanas ao sair de um supermercado em Três Lagoas, chamaram a atenção das autoridades e deixaram a população apavorada. O fato aconteceu às 19h30 do dia (10) de março quando a vítima, uma mulher de 33 anos, foi rendida na rua Antônio de Souza Queiroz, no momento em que saia de um supermercado e entrava no seu carro. O homem rendeu a motorista e a obrigou dirigir até uma estrada vicinal. Próximo da BR-158, a vítima foi amarrada e amordaçada com pedaços de sua própria roupa.

Segundo o delegado regional substituto Paulo Rosseta, cerca de 35 casos do tipo vulnerável (menor de 14 anos), foram registrados em Três Lagoas em 2011. “Esses casos sempre tem um vínculo entre vítima e acusado como: relações de parentescos, vizinhanças, e desses 35 casos registrados no município apenas um não foi esclarecido”. E completou: “Dos 35 casos registrados em 2011 apenas três sofreram violência na rua, esses casos são muitos comuns dentro da própria casa, vizinhança e até trabalho”, disse.

Outro caso que chocou a população foi uma violência provocada pelo tatuador Robson Vander Lan, de 29 anos em 11 de abril do ano passado, em Campo Grande, quando estuprou uma estudante universitária. A estudante foi violentada em um matagal próximo a ponte que liga o teatro Glauce Rocha. A vítima conseguiu escapar, correndo nua em busca de socorro. O caso provocou protesto dos estudantes. O tatuador foi condenado a dez anos de prisão ele confessou a polícia e revelou outras cinco vítimas.

DENÚNCIA

Na última semana o Conselho Tutelar investigou uma denúncia que uma criança de 11 anos estaria sendo aliciada por um idoso de 65 anos no bairro Santa Rita, em Três Lagoas. De acordo com a vice-presidente do Conselho Tutelar de Três Lagoas, Miriam Monteiro Herrera Hahmed, o idoso era vizinho e atraia a criança com balas. “O estupro é considerável vulnerável, isto é, o idoso acariciou a criança disse palavras, porém não houve a penetração, será realizado exame”, disse. O caso foi registrado na 3ª Delegacia de Polícia Civil, onde o caso será investigado.

Miriam informou que neste ano houve registro de 20 denúncias e suspeitos de estupro envolvendo adolescente e criança no município e oito confirmados.
O delegado regional informou ao Perfil News que a investigação está intensa a respeito do acusado que cometeu a violência em frente a um supermercado há duas semanas. Em contato com a Delegacia de Atendimento a Mulher, negou qualquer tipo de estupro com as mesmas características de local e dia ou acontecimento do gênero na quinta-feira (15).

Dados da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública, (Sejusp) no último quadrimestre de 2011 cerca de 173 estupros foram registrados no interior do estado de Mato Grosso do Sul e o estupro de forma tentada teve índices de 36 ocorrências.

Três Lagoas registra 20 denúncias de estupro de vulnerável nesse ano
Foto: Divulgação

Comentários