Veja quais são os bairros de Três Lagoas que mais apresentam casos notificados da doença

Com o retorno da chuva em Três Lagoas, a atenção com focos de mosquito da Dengue deve ser redobrada, tanto que os Agentes de Combate às Endemias (ACE) têm intensificado as ações de prevenção, já que a Cidade, somente nas 03 primeiras semanas do ano já registrou 157 casos suspeitos da doença, onde seis foram confirmados como positivo e 11 como negativo.

Em boletim emitido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), por meio da Vigilância Epidemiológica, do total de casos notificados até o momento, 76 foram na primeira semana epidemiológica, 50 na segunda e 31 na terceira. Alcides Ferreira, que é coordenador de Endemias da SMS, ressalta que é importante a população se atentar à limpeza de seus terrenos e quintais.

“A maior parte dos focos de Aeds Aegypti ficam dentro das casas das pessoas, em vasos de planta e outros recipientes que permitem o acúmulo de água. A eliminação dos focos do mosquito protege as famílias e todos no entorno da residência, por isso o combate à dengue é uma ação conjunta e não individual”, comentou Ferreira.

Climatizadores de ar podem ser foco

ACEs removendo água de reservatório que tinha foco do mosquito.

Nos últimos dias os ACEs tem realizado uma ação que busca identificar focos do mosquito dentro do reservatório de água de climatizadores de ar, que acabaram ficando muito populares depois da onda de calor que atingiu a Cidade no final do ano passado.

“Era algo que suspeitávamos ser possível, e acabou se confirmando em alguns casos. Desse modo, pedimos para que a população que tenha esse equipamento fique atenta e coloque uma tela de proteção em cima do reservatório de água para evitar que acabe se tornando um criadouro”, enfatizou Alcides.

Notificações por bairros

Ainda conforme a Vigilância Epidemiológica, atualmente, seis bairros de Três Lagoas são os que mais apresentam casos notificados da doença, sendo eles: Interlagos com 12 casos suspeitos, São Carlos com 10, Santa Luzia e Novo Oeste com nove cada, Santos Dumont com sete e Vila Piloto (todos os bairros de mesmo nome) com cinco.

Os seis casos positivos são de pacientes dos bairros Interlagos (com três), Santa Luzia, Santa Rita e Vila Nova com um cada. “A atenção se redobra para esses bairros, porém toda a Cidade deve ter consciência sobre o risco que o Mosquito da Dengue trás para todos, principalmente agora, no meio de uma Pandemia”, finalizou o coordenador.

Leishmaniose

Segundo a Boletim emitido pela SMS, Três Lagoas não registrou nenhum caso de leishmaniose em 2021.

Comentários