10/01/2013 11h17 – Atualizado em 10/01/2013 11h17

Yahoo

As rugas que surgem em nossos dedos após ficarmos em contato com a água não são apenas um fenômeno qualquer. Pesquisa realizada por cientistas da Universidade de Newcastle propõe que o processo é uma marca da evolução humana e acontece por controle do sistema nervoso, que age para facilitar o manuseio de coisas embaixo d’água.

Instigados pelo enrugamento dos dedos após o contato com a água, os cientistas propuseram um teste no qual era pedido aos voluntários que agarrassem bolinhas de gude submersas na água para, posteriormente, mudá-las de mão através de um buraco no tanque cheio. Os cobaias que tinham os dedos enrugados por conta do contato com a água realizaram a tarefa com mais velocidade e destreza do que aqueles que não os tinham.

Após os testes a proposta feita pelos cientistas é de que o enrugamento não é uma consequência qualquer do contato com a água, mas sim uma adaptação proveninente de milhares de anos de evolução e que é comandada pelo sistema nervoso central.

“O sistema nervoso está ativamente controlando essa reação em certas circunstâncias e não outras, é mais fácil concluir que há uma função por trás disso que é resultado da evolução. E a evolução não teria selecionado essa resposta se ela não nos conferisse algum tipo de vantagem”, afirma o cientista Tom Smulders.

A proposta agora é de analisar outros tipos de primata para verificar se estes possuem também estas características.

Comentários