Foram 148 novos casos nas últimas 24h; números mostram que MS levou 72 dias para atingir mil casos, 12 dias para chegar aos dois mil e apenas seis dias para atingir os três mil.

Com uma média diária de mais de 100 casos novos por dia Mato Grosso do Sul atingiu, nesta sexta-feira, 12, o total de 3.001 casos confirmados de Covid-19.

Nas últimas 24h foram 148 novas confirmações. Além disso, o Estado confirmou mais uma morte – a quarta em pouco mais de 24h.

Evolução

O número de casos confirmados da doença no Estado disparou nas últimas semanas. De acordo com cálculos do Perfil News, Mato Grosso do Sul demorou 72 dias, desde a confirmação de seu primeiro caso registrado (14/3), para atingir os mil casos de Covid.

No entanto, depois disso a curva só subiu: foram necessários só mais 12 dias para atingir dois mil casos e, em apenas seis dias, as três mil confirmações.

A evolução rápida dos casos tem assustado as autoridades de saúde. Em live apresentada na manhã de hoje, o Secretário de Saúde Geraldo Resende afirmou que “nós vamos ter que chorar muito nas próximas semanas” caso o isolamento social não seja respeitado. A taxa média no Estado é de 30%, quando o ideal seria próximo a 70%. “Nossa taxa é pecaminosa”, afirmou Resende.

Preocupado em conseguir a colaboração da população, o Governo do Estado produziu um vídeo mostrando a evolução da doença. Confira:

Coronavírus ainda não passou

Chegou a hora de tomarmos uma decisão.Somos um dos Estados com menores índices e casos de coronavírus no Brasil, mas os números de contágio estão aumentando consideravelmente. É o momento de fazer uma escolha: vamos manter o isolamento social, diminuir o contágio e valorizar a vida?A opção é sua e de todos nós, sul-mato-grossenses. #TodosContraoCoronavírus

Gepostet von Governo de Mato Grosso do Sul am Donnerstag, 11. Juni 2020

Mais um óbito

Além dos três óbitos registrados em pouco mais de 24h, o Estado anunciou que a Covid-19 fez sua 28ª vítima. Trata-se de um homem de 53 anos, que era caminhoneiro e morava em Corumbá. É a primeira morte registrada pelo município.

Dessa forma, o Estado acumulou oito mortes nos primeiros 12 dias de junho – apenas três a menos do que o registrado em todo o mês de maio.

UTIs desabilitadas

Com o crescimento de necessidade de internações por outras enfermidades, algumas cidades do Estado acabaram desabilitando leitos exclusivos Covid para habilitá-los como UTI geral. No total, 30 leitos de UTI exclusivos Covid foram desabilitados, sendo transformados em leitos UTI geral.

Corumbá, por exemplo, transformou 10 leitos UTI Covid em UTI geral. Dessa forma, ficou com 40% dos leitos Covid ocupados por confirmados e suspeitos e 35% dos leitos não-Covid ocupados com outras enfermidades, totalizando 75% de taxa de ocupação geral.

Três Lagoas desabilitou um leito UTI Covid, transformando-o em UTI geral. Assim, tem 41,2% dos leitos gerais de UTI ocupados, enquanto 10,8% dos leitos de UTI Covid estão ocupados. Confira as taxas de ocupação no gráfico abaixo.

Fonte: Boletim Governo do Estado

O boletim completo do avanço do coronavírus em Mato Grosso do Sul pode ser visto aqui.

Comentários