Tenente-coronel afirmou que vai intensificar equipes nas ruas e pede a empresários que coloquem luzes em frente aos seus comércios para ajudar nas filmagens das câmeras de segurança

Com a liberação de mais de 200 internos do regime semiaberto, que não precisarão voltar à Colônia Penal por 90 dias em decorrência do combate ao coronavírus, o Comandante do 2º Batalhão de Polícia Militar de Três Lagoas, tenente-coronel Gil Alexandre da Rocha, começa a traçar planos para que a criminalidade não aumente ainda mais na cidade.

“A preocupação é enorme”, afirmou. “Já intensifiquei o policiamento, amanhã tem mais uma equipe na rua”, disse.

Além disso, Rocha afirmou que o 2º Batalhão firmou uma força-tarefa junto à prefeitura para fazer suporte nas entradas de bancos. A Vigilância Sanitária também participará dos trabalhos, como forma de prevenir aglomerações. A PM estará em frente aos bancos das 10h da manhã até o fechamento das agências.

Luz contra o crime

Ainda a respeito dos internos liberados, o Comandante pede a cooperação dos empresários da cidade. “Pedimos ajuda aos donos de comércios para que coloquem lâmpadas em frente aos seus comércios para favorecer a filmagem de câmeras de segurança e podermos identificar eventuais suspeitos”, afirmou.

“A preocupação é enorme. Não é caso para pânico, mas a preocupação a gente tem que ter”, completou.

Comentários