12/03/2016 12h26 – Atualizado em 12/03/2016 12h26

A Direção Executiva Estadual do PT de MS conclama sua militância a não responder provocações e ataques psicológicos ou físicos durante manifestações do dia 13 de março

Assessoria

A Direção Executiva Estadual do Partido dos Trabalhadores de Mato Grosso do Sul considera democrática a manifestação do dia 13 de março, convocada por forças de oposição ao nosso partido e aos nossos governos, e conclama sua militância a não responder provocações e ataques psicológico ou físico, evitando agressões e tumultos.

Para nós, do Partido dos Trabalhadores, antes de decidir pela participação, os cidadãos e cidadãs deveriam analisar os avanços que os sucessivos governos do PT proporcionaram a população brasileira com implementação de políticas públicas voltadas aos mais necessitados.

As vagas nas universidades públicas e privadas foram triplicadas, foram construídas milhares de casas populares e creches, o Bolsa Família tornou-se o maior programa de renda mínima do mundo, crédito barato para o grande e o pequeno produtor, políticas de promoção, obras de modernização das grandes e pequenas cidades, expansão da rede de esgoto, inclusão social dos mais pobres, negros e índios e outros avanços históricos, nunca antes verificados no nosso Brasil.

Como todos os brasileiros, a direção estadual do PT também defende o fim da corrupção, sistêmica e presente na gestão pública de todos os governos e partidos políticos, alimentada pelo vício de uma regra eleitoral superada e que precisa ser revista. Mas corrupção não se combate apenas com discurso ou por quem, historicamente, sempre a praticou e agora, de forma oportunista, arrota moralidade, como falsos justiceiros.

Os governos Lula e Dilma foram os que mais fizeram para combatê-la, equipou a Polícia Federal, reestruturou a Controladoria Geral da União, recuperou salários destas categorias, abriu concurso público, negociou reajustes salariais e planos carreiras, com índices jamais praticados em outros governos.

Defendemos a punição de dirigentes e políticos envolvidos em escândalos públicos em nosso Estado, denunciadas pelo Ministério Público Estadual e Federal e que aguardam, até o julgamento do Poder Judiciário, com a mesma mão pesada com tratam as denúncias formuladas contra nossos dirigentes.

Estamos referindo-se à Máfia do Câncer, Lama Asfáltica, GISA e tantos outros em fase de investigação pelo GAECO, MPF, Controladoria Geral da União e Polícia Federal. Os julgamentos devem garantir o amplo direito de defesa e a presunção da inocência, como previsto na Constituição brasileira.

Somos contra todas as formas de golpe institucional, em respeito aos 54,5 de milhões votos obtidos democraticamente nas urnas e que expressaram a aprovação dos governos. Nosso Governo deve ser avaliado nas urnas, dentro da normalidade democrática do País. Defendemos a bandeira pela democracia, contra o golpe e pelo combate da corrupção em todos os níveis, inclusive em nosso Estado.

(*) Secretário de Comunicação do PT/MS


A Direção Executiva Estadual do Partido dos Trabalhadores de Mato Grosso do Sul considera democrática a manifestação do dia 13 de março (Foto: Assessoria)

Comentários