28/09/2017 09h58

Aumento na facilidade em obter crédito e intenção de compras dos consumidores, são fatores que podem explicar essa expectativa

Flávio Veras

Uma das datas mais importantes para as vendas no setor de comércio no ano é o Dia das Crianças, comemorado em 12 de outubro. De acordo com a Associação Comercial e Empresarial de Três Lagoas (ACI-TL), a expectativa para este ano é que as vendas superem 2016 entre 10% e 15%.

Essa expectativa é justificável. Conforme a Confederação Nacional do Comércio De Bens, Serviços e Turismo (CNC), a pesquisa ‘Intensão de Consumo das Famílias’ relatou que o interesse dos consumidores pelas compras aumentou em 6,4% no mês de agosto, se comparado ao mesmo mês de 2016.

COMÉRCIO TRÊS-LAGOENSE

Além desse componente, segundo a presidente da ACI-TL, Glaucia Jaruche, a entidade vem organizando campanhas para estimular o setor. “No dia oito do próximo mês faremos o ‘Liquida Mix’, com diversos descontos. Portanto, nossa intenção com essa inciativa, é promover ainda mais o interesse do consumidor para que faça suas compras na data comemorativa”, explicou a presidente.

Uma das lojas que esperam lucrar com a data, é a Carrossel Brinquedos. Seu proprietário, Marcel da Costa Oseki, revelou a reportagem que tem uma expectativa de vender 12% a mais este ano, em relação a 2016. “O ano anterior foi difícil, pois o Brasil estava em um cenário de crise pior do que se encontra hoje. Portanto, nossa expectativa que, com a facilidade de crédito e uma melhora no poder aquisitivo do consumidor, todo nosso investimento valha a pena”, projetou.

Além disso, o lojista falou que a data só não perde para o natal, em relação ao volume de vendas. “Como esse período é muito importante para o nosso setor, estamos nos preparando desde março, pesquisando novos produtos e outras novidades do mercado. Portanto, esperamos que esta data nos dê um estimulo a mais para encararmos o natal”, finalizou.

PROCURA

A reportagem foi até a Carrossel e conferiu como está a procura. Faltando 14 dias para o dia das crianças, as vendedoras disseram que nesse período existe muita pesquisa e que a intensidade nas vendas é na semana da data comemorativa.

CONSUMIDORA

Além disso, o lojista falou que a data só não perde para o natal, em relação ao volume de vendas. “Como esse período é muito importante para o nosso setor, estamos nos preparando desde março, pesquisando novos produtos e outras novidades do mercado. Portanto, esperamos que esta data nos dê um estimulo a mais para encararmos o natal”, finalizou.

PROCURA

A reportagem foi até a Carrossel e conferiu como está a procura. Faltando 14 dias para o dia das crianças, as vendedoras disseram que nesse período existe muita pesquisa e que a intensidade nas vendas é na semana da data comemorativa.

CONSUMIDORA

Porém, no local, estava a corretora de imóveis, Lara Amâncio Barroso Basé, que alegou que sempre pesquisar preços. No entanto, como ela sempre compra esses tipos de produtos, costuma ir em um estabelecimento que está habituada. Em relação aos preços, a corretora afirmou que não viu tanto diferença, em relação aos praticados pelo setor no ano passado.

“Eu acredito que não houve aumento e nem queda, ou seja, eles se mantiveram estáveis. Um fator que pode ter influenciado está estabilidade, é a retração na economia, pois se os lojistas aumentarem os preços, correm o risco de perder clientes”, explicou.

NÚMEROS DA ECONOMIA

O Banco Central (BC) aumentou a projeção para o crescimento da economia este ano. A estimativa para a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, foi ajustada de 0,5%, estimativa de junho, para 0,7%, de acordo com o Relatório de Inflação divulgado no último dia 21 de setembro, no site do BC.

No entanto, a prévia da inflação oficial, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15), ficou em 0,11% em setembro. A taxa é inferior ao resultado de agosto deste ano (0,35%) e de setembro de 2016 (0,23%). Esse também foi o menor resultado do IPCA-15 para meses de setembro desde 2006 (0,05%).

O IPCA-15 acumula taxas de 0,28% no primeiro trimestre; 1,9% no ano e 2,56% em 12 meses, de acordo com dados divulgados hoje (21), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Expectativa para este ano é que as vendas superem 2016 entre 10% e 15%. (Foto: Ygor Andrade/Perfil News)

Segunda as vendedoras, nesse período existe muita pesquisa e que a intensidade nas vendas é na semana da data comemorativa. (Foto: Ygor Andrade / Perfil News)

Comentários