19/10/2015 09h42 – Atualizado em 19/10/2015 09h42

O Corinthians deu um passo enorme, no domingo, na busca por seu sexto título do Campeonato Brasileiro.

Da Redação

O Corinthians deu um passo enorme, no domingo, na busca por seu sexto título do Campeonato Brasileiro. A equipe alvinegra não se importou de atuar em uma barulhenta Arena da Baixada, impôs-se diante do Atlético-PR e construiu uma vitória por 4 a 1.

A festa do líder pelo ótimo resultado foi ampliada na sequência, com outra goleada. Na partida que fechou a 31ª rodada, o vice-líder Atlético-MG enfrentou o Sport, em Recife, e perdeu por 4 a 1. Assim, a sete jogos do final, a distância da formação do Parque São Jorge para seu único concorrente chegou a oito pontos.

O triunfo preto e branco em Curitiba foi praticamente assegurado em um primeiro tempo muito eficiente. Renato Augusto, completando escanteio, Vagner Love, em chute no ângulo, e novamente Renato Augusto, trabalhando com Elias em bola roubada no ataque, abriram larga vantagem.

Os torcedores do Atlético-PR chegaram se animar com o gol de Bruno Mota, aos dez minutos da etapa final, mas o caldeirão foi rapidamente resfriado. Vagner Love voltou a balançar a rede – de cabeça, em posição duvidosa, aos 20 – e fechou a 20ª vitória do primeiro colocado.

O Corinthians tentará dar mais um passo em sua caminhada rumo ao hexacampeonato no próximo domingo, contra o Flamengo de Guerrero, no estádio de Itaquera. É a última rodada antes do confronto com o Atlético-MG, que pode deixar o título bem encaminhado ou voltar a dar algum equilíbrio à disputa.

SUPERIORIDADE ALVINEGRA

O barulho feito pela torcida do Atlético-PR não mudou a realidade dentro de campo. Era o Corinthians o time claramente superior, como começou a ser mostrado no primeiro minuto. Ainda houve algum equilíbrio até os 16 minutos, quando Jadson bateu escanteio da direita, Gil desviou, e Renato Augusto completou no segundo pau.
Aberto o placar, as diferenças ficaram mais evidentes. Os donos da casa tentavam acionar Walter dos dois lados do ataque, mas não tinham criatividade. Os visitantes, especialmente quando roubavam a bola, tocavam-na com velocidade e chegavam com perigo.

Foi assim aos 29 minutos, em saída rápida de Renato Augusto com Malcom. O meia acionou Vagner Love, que colocou a bola na frente, invadiu a área e bateu no ângulo direito. Já aos 45, a bola foi roubada por Elias no ataque. Ele trabalhou com Renato Augusto e deixou o meia sem goleiro para ampliar.

Cássio fez ótima defesa nos acréscimos, em chute de Walter, na única chance do Atlético-PR na etapa inicial, e manteve a defesa muito segura até o intervalo. Àquela altura, Cristóvão Borges já havia gastado sua primeira alteração, colocando Daniel Hernández no lugar de Ewandro.

E o Corinthians não voltou para o segundo tempo. Seguiu apertando a saída e ocupando o campo do adversário. Os anfitriões acabaram vendo sua esperança renascer, no entanto, em bola roubada no campo de ataque aos dez minutos. Eduardo avançou pela direita e cruzou. Bruno Mota apareceu nas costas de Gil para bater Cássio.
O estádio se acendeu, e os visitantes chegaram a acusar brevemente o golpe, mas a reação foi rapidamente esfriada. Aos 20, Jadson bateu falta sofrida por Vagner Love. Ralf desviou levemente, e Vagner Love, aparentemente em posição de impedimento, completou de cabeça.

Aí, acabou qualquer chance de reação do Atlético-PR, que acumulou o nono jogo seguido sem vitória. Em queda livre na tábua de classificação, a formação rubro-negra terminou a rodada na 13ª colocação, com 39 pontos, seis à frente da zona de rebaixamento à Série B.

(*) Gazeta Esportiva

Corinthians fez a festa em Curitiba e chegou aos 67 pontos, oito à frente do vice-líder Atlético-MG (Foto:Reprodução)

Comentários