Em entrevista coletiva realizada na manhã de hoje, Ministro de Saúde pediu cuidados especiais com a higiene; 1º caso suspeito do MS é investigado em Ponta Porã

O Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, pediu aos brasileiros que intensifiquem cuidados com a higiene para evitar contaminação por coronavírus.

Em entrevista coletiva realizada agora e transmitida pela internet, Mandetta afirmou que a melhor maneira de evitar que o vírus se espalhe é tomando cuidados básicos de higiene, como lavar as mãos com água e sabão mais vezes por dia.

Além disso, Mandetta lembrou de uma tradição sul-mato-grossense, seu estado de origem, e do Sul do país, e pediu que as pessoas não compartilhem bombas de tereré e chimarrão, que já o vírus é transmissível via oral.

O Brasil registrou ontem seu primeiro caso de contaminação por coronavírus e o MS investiga oficialmente um paciente, internado em isolamento em Ponta Porã com suspeita de COVID-19.

A importância das vacinas

Mandetta ainda enfatizou a importância das pessoas estarem vacinadas contra influenza e outras doenças virais, como sarampo e febre amarela. “Não há nenhum retroviral para o coronavírus, mas é importante que as pessoas fortaleçam seu sistema imunológico, porque caso a pessoa tenha sarampo, influenza ou outra dessas doenças e venha a se infectar com o novo vírus ela estará em grupo de risco de óbito”, alertou.

Além disso, estar vacinado contra influenza é uma forma de “eliminação” de sintomas. “A vacina contra influenza dá 90% de imunização. Então, se o paciente chegar ao hospital com sintomas de influenza, mas estiver vacinado, podemos admitir que há 90% de chances de que não seja influenza”, afirmou.

Comentários