11/01/2013 10h04 – Atualizado em 11/01/2013 10h04

Indústria gráfica estadual projeta crescimento de 2% para 2013

A principal expectativa está para os primeiros meses de 2013, por conta da época de aquisição de materiais escolares, além do material de consumo em escritórios e aqueles promocionais, pois muitas empresas fazem saldões no início do ano e encomendam esse tipo de material

Da Redação

O segmento gráfico de Mato Grosso do Sul espera crescimento de 2% para este ano de 2013 sob o faturamento estimado de R$ 70,1 milhões, o que elevaria para R$ 72,2 milhões o montante, conforme dados do Radar Industrial da Fiems. A estimativa é do presidente da Abigraf /MS (Associação Brasileira da Indústria Gráfica de Mato Grosso do Sul) e vice do Sindigraf (Sindicato das Indústrias Gráficas do Estado), Julião Gaúna.

Segundo ele, a principal expectativa está para os primeiros meses de 2013, por conta da época de aquisição de materiais escolares, além do material de consumo em escritórios e aqueles promocionais, pois muitas empresas fazem saldões no início do ano e encomendam esse tipo de material. “Além disso, vale a pena destacar que Mato Grosso do Sul vem mudando ao longo do tempo, o que contribui para movimentar o mercado local, e as empresas já não buscam tanta produção fora do Estado. O que sentimentos falta é uma atenção maior dos pedidos por parte dos governos”, declarou.

Ele destacou ainda a existência de grande perspectiva de crescimento do mercado, que apresenta grande mudança na matriz de aplicativos. “Temos hoje novos mercados digitais, embalagens e etiquetas, novos nichos nos quais o empreendedor pode apostar, pois o mercado não é só feito de formulários padrões fiscais e administrativos”. Atualmente, Mato Grosso do Sul existem 339 indústrias que atuam no segmento gráfico, que empregam 1.896 trabalhadores.

(*)Informações da Assessoria de Comunicação

Comentários