30/04/2015 16h54 – Atualizado em 30/04/2015 16h54

O líder do governo no Senado, Delcídio do Amaral (PT/MS) se reuniu com o ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, para discutir um acordo que permita a aprovação das medidas de ajuste fiscal encaminhadas pelo Executivo ao Congresso Nacional

Assessoria

“A avaliação que faço dessa reunião é bastante positiva. Falamos dos projetos que estão tramitando especificamente no Senado, as Medidas Provisórias 664 e 665 – uma trabalhista e a outra da Previdência. Sem dúvida nenhuma nós vamos caminhar para um acordo. O texto está sendo aperfeiçoado pelas comissões mistas e acho que isso é importante, porque mostra o papel que o Congresso está desenvolvendo no sentido de aperfeiçoar as propostas do governo, que, evidentemente, num momento difícil para toda a nação, procura mitigar as consequências dos cortes que efetivamente são necessários para que a economia do Brasil se estabilize e o país volte a crescer”, disse o senador.

Delcídio aproveitou a audiência com o ministro Barbosa para tratar de outros assuntos, entre eles investimentos em Mato Grosso do Sul.

“Falamos do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), do programa de concessões, das parcerias público-privadas para as rodovias, portos, aeroportos e ferrovias. O governo deve anunciar um pacote até o final de maio especificamente sobre esse assunto e a gente está reivindicando a inclusão de projetos de interesse de Mato Grosso do Sul”, revelou.
O senador pediu o apoio do Ministério do Planejamento em suas ações como líder do governo no Senado.

“É importante contar com o auxílio da equipe do ministro Nelson Barbosa para que ela nos ajude com a assessoria de seus profissionais extremamente competentes, e tenhamos um bom desempenho no Senado, com a execução de um trabalho que, sem dúvida , o governo espera de mim, no sentido de instruir bem os projetos fundamentais para o país”, concluiu.

Delcídio conversou com o ministro do Planejamento sobre o pacote fiscal do governo. (Foto: Divulgação)

Delcídio saiu satisfeito da reunião com o ministro Barbosa e acredita em acordo para aprovar pacote fiscal. (Foto: Divulgação)

Comentários