12/04/2014 09h40 – Atualizado em 12/04/2014 09h40

O total de drogas apreendidas, mais de 7 toneladas e 600 quilos são de maconha, mais de 73 quilos de cocaína e o restante de outras drogas, como por exemplo haxixe, pasta base de cocaína, crack e as sintéticas

Da Redação

A DENAR (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico) realiza na próxima terça-feira, dia 15 de abril, às 8h30min na Unidade II do frigorífico JBS Friboi, localizado na BR-060, na saída para Sidrolândia, a primeira incineração de drogas de 2014.

A última incineração de drogas da DENAR aconteceu em 3 de outubro do ano passado, quando foi montada uma mega operação, que contou com o apoio do Exército Brasileiro, através do Comando Militar do Oeste, para a destruição de mais de 36 toneladas de maconha, cocaína, crack, haxixe e drogas sintéticas, como o “ecstasy”, “XTC”, “Adam” e “droga do amor”.

Para enviar drogas para serem destruídas, as delegacias da Polícia Civil de Campo Grande e do interior do Estado devem entrar em contato com o investigador José Fábio, na DENAR através do número 67 3345-0000, ou pelo celular 9648-0079.

APREENSÕES

Em visita recente a Campo Grande, Regina Miki, Secretária Nacional de Segurança Pública, afirmou que os números do Ministério da Justiça mostram que Mato Grosso do Sul é o brasileiro com maior apreensão de drogas, tirando de circulação 80% do total de entorpecentes apreendidos no país.

Para se ter uma idéia, os números da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública), mostram que em 2012 foram apreendidos 87 toneladas e 608 quilos de drogas em todo o Estado, já em 2013 esse número subiu para 136 toneladas e 197 quilos de drogas. No ano passado foram tirados de circulação no Estado 1 tonelada e 194 quilos de cocaína, 134 toneladas e 831 quilos de maconha e mais de 200 quilos de outras drogas, como as sintéticas por exemplo.

Na Capital foram apreendidos ao longo de 2013, 544 quilos de cocaína e derivados, 53 toneladas e 804 quilos de maconha e derivados e 9,3 quilos de outras drogas, totalizando 54 toneladas e 804 quilos de drogas.

Para o secretário de Justiça e Segurança Pública, Wantuir Jacini, o expressivo número de apreensões de drogas do Estado se deve especialmente a atuação dos policiais. “Nossas polícias são eficientes e desenvolvem um excelente trabalho na prevenção e repressão a todos os crimes, com destaque para as apreensões de drogas, esclarecimento de homicídios e prisões”, afirma.

Apreensões realizadas pela DENAR (Delegacia Especializada de Repressão ao Narcotráfico), DOF (Departamento de Operações de Fronteira), Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira) e Polícia Militar Rodoviária comprovam as afirmações do secretário Wantuir Jacini. Só nos primeiros 70 dias deste ano as três unidades juntas já apreenderam em operações realizadas em todo o Estado quase 8 toneladas de drogas.

De acordo com o secretário do total de drogas apreendidas, mais de 7 toneladas e 600 quilos são de maconha, mais de 73 quilos de cocaína e o restante de outras drogas, como por exemplo haxixe, pasta base de cocaína, crack e as sintéticas. O DOF e a Defron ainda retiraram de circulação 25 frascos de lança perfume e apreenderam 6 veículos que estavam sendo utilizados para o transporte de drogas. A DENAR também já apreendeu nestes primeiros meses de 2014, 10 carros e 31 motos que estavam sendo utilizados para o tráfico.

(*) Com informações de Assecom PM MS

A incineração será na Unidade II do frigorífico JBS Friboi, localizado na BR-060, na saída para Sidrolândia (Foto: Divulgação/PM MS)

Comentários