26.5 C
Três Lagoas
quinta-feira, 18 de agosto, 2022
InícioNotíciasDesesperada, mãe procura quartel da PM após bebê de 17 dias engasgar;...

Desesperada, mãe procura quartel da PM após bebê de 17 dias engasgar; veja como proceder

No vídeo, com o bebê de 17 dias nos braços, a mãe chega visivelmente desesperada e pede ajuda no quartel do 2º Grupo PM, em Nova Veneza, Santa Catarina

Na última semana, vídeo de um policial militar salvando um recém-nascido circulou nas redes sociais.

Conforme postagem na página do Jornal Correio do Sul, o fato ocorreu na manhã da última desta quarta-feira, 15 de dezembro.

No vídeo, com o bebê de 17 dias nos braços, a mãe chega visivelmente desesperada e pede ajuda no quartel do 2º Grupo PM, em Nova Veneza, Santa Catarina.

A jovem chegou no local a pé, aos prantos, juntamente com a vizinha que tentava lhe auxiliar, e ao tocar a campainha do quartel foi atendida pelos policiais que assumiam o serviço.

Segundo a postagem, a mãe relatou, brevemente, que seu bebê havia nascido com dificuldades respiratórias e que havia ficado primeiros dias de vida na UTI do Hospital Santa Catarina.

Na ocasião, segundo a mãe, o bebê havia se engasgado durante a amamentação e sem saber como proceder, a mãe se deslocou para pedir ajuda.

Os militares prontamente prestaram os primeiros socorros no bebê, inclusive, um dos policiais precisou pular a cerca do quartel, já que o portão estava fechado.

Já em contato com o bebê, o militar procedeu manobra de primeiros socorros, conhecida como “Manobra de Heimlich”, tendo obtido êxito na execução, fazendo com que o bebê voltasse a respirar.

Toda a ação durou cerca de 2 (dois) minutos. Por fim, o bebê foi levado ao Hospital São Marcos, em Nova Veneza, para atendimento médico.

Em Mato Grosso do Sul, policiais já ajudaram a salvar crianças com a mesma manobra. Em 2020, em Três Lagoas, o site Perfil News noticiou um caso semelhante, clique aqui para ver mais.

Como proceder em caso de engasgamento?

O engasgamento, seguido de sufocação, representa uma das principais causas de morte de bebês no Brasil. Segundo levantamento do Ministério da Saúde, em 2016 mais de 800 crianças morreram por esse motivo, sendo que, em 77% dos casos, os bebês tinham menos de um ano de idade.

A Sociedade Brasileira de Pediatria, aponta que as crianças de um a três anos, são as mais vulneráveis, pois não possuem controle total da mastigação e deglutição de alimentos.

  • Verificar se a criança está respirando.
  • Não entrar em pânico.
  • Não jogar o bebê para cima.
  • Não sacudir a criança.
  • Não provocar o vômito.
  • Apoie a criança no antebraço, mantendo-a levemente curvada para baixo. Dê tapas firmes nas costas, até que o bebê consiga expelir o leite ou o que provocou o engasgo.
  • Deite a criança de lado com a cabeça mais baixa para o leite fluir.
  • Se criança entrar em parada respiratória é preciso uma manobra chamada Reanimação Cardiopulmonar (RCP) com 15 compressões com os dedos no peito da bebê. O procedimento deve ser realizado com a criança deitada sobre uma superfície firme e reta.
  • Após pressionar o peito, faça a ventilação de resgate ou insuflação, quando é preciso assoprar ar pela boca da criança.
  • O ciclo de compressão do peito e ventilação pode ser mantido por dois minutos.
Comentários
MATÉRIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

error: Este Conteúdo é protegido! O Perfil News reserva-se ao direito de proteger o seu conteúdo contra cópia e plágio.