03/10/2015 09h37 – Atualizado em 03/10/2015 09h37

Confira 11 pontos da reforma que busca melhorar gestão, elevar competitividade e continuar assegurando igualdade de oportunidades

Da redação

Entre as medidas tomadas no âmbito da reforma administrativa anunciada, na sexta-feira (2), pela presidenta Dilma Rousseff estão a redução em 10% do salário da própria presidenta, do vice-presidente e dos ministros de Estado.

A reforma tem o objetivo de melhorar a gestão pública, elevar a competitividade do País e continuar assegurando a igualdade de oportunidade aos cidadãos.

CONFIRA OS PRINCIPAIS PONTOS DA REFORMA

– Redução de 8 ministérios;

– Redução de 30 secretarias nacionais;

– Extinção de 3 mil cargos comissionados;

– Redução em 10% do salário da presidenta, do vice-presidente e dos ministros;

– Redução de 20% em gastos de custeio e terceirização;

– Revisão dos contratos de aluguel e de serviços como vigilância, segurança e TI;

– Revisão do uso do patrimônio da União; governo só ficará com prédios que servirem a políticas públicas;

– Criação de central de automóveis, com objetivo de reduzir e otimizar a frota;

– Limites de gastos com telefones, passagens e diárias;

– Metas de eficiência no uso da água e da energia;

– Criação da Comissão Permanente de Reforma do Estado.

(*) Portal Brasil

Dilma também reduziu em 20% gastos com custeio e terceirização, além de extinguir 3 mil cargos comissionado. (Foto: Divulgação)

Comentários