13/04/2016 11h02 – Atualizado em 13/04/2016 11h02

O grupo DIS, que era dono de 40% dos direitos de Neymar antes de o atleta ser vendido pelo Santos ao Barcelona, em 2013

Da redação

O grupo DIS, que era dono de 40% dos direitos de Neymar antes de o atleta ser vendido pelo Santos ao Barcelona, em 2013, pediu à Justiça de São Paulo que seja autorizada a busca e apreensão de documentos na casa do atacante, na Espanha, e na sede do clube catalão.

A solicitação é parte da ação em que o fundo de investimentos cobra acesso aos contratos que fazem parte da negociação que levou o jogador para a Europa – a empresa já conseguiu alguns deles em um processo criminal movido em Madri. O pedido ainda não foi analisado.

(*) Globo Esporte

O pedido ainda não foi analisado. (Foto: Divulgação)

Comentários