17/11/2006 16h20 – Atualizado em 17/11/2006 16h20

Dourados Informa

A duplicação da Avenida Marcelino Pires, numa extensão de aproximadamente cinco quilômetros, da altura do Ubiratan até o trevo da BR-163, foi a principal obra do senador Ramez Tebet (PMDB) em Dourados quando ele ocupou o governo do Estado por 12 meses em 1987, substituindo Wilson Martins que saiu candidato ao Senado. O ex-deputado Roberto Djalma Barros, secretário do Diretório Municipal do PMDB, lembra que na época ele era deputado estadual pelo PFL e fazia oposição a Wilson Martins. Quando Ramez assumiu o governo a relação com o governo melhorou muito, comentou. Lembrou que Ramez conseguiu fazer a obra da duplicação em apenas dez meses, ponto fim a um sério problema de acidentes nessa parte da cidade. Na época morriam muitas pessoas atropeladas, principalmente ciclistas. Era um dos pontos mais críticos do trânsito douradense no horário do rush porque a mesma avenida fazia e ainda faz a ligação com a rodovia, recebendo o tráfego de veículos pesados. Roberto disse que com Ramez foi fácil fazer a interlocução política, tanto que ele passou a ser o líder do governo na Assembléia, cooptando cinco votos para o governo. “A relação foi tranqüila”, afirmou. Roberto, 58, se diz o político mais velho da cidade, com 48 anos de atividade no meio, lembrando que faz política desde quando seu pai, em 1958, saiu candidato a vereador e o comitê era em sua casa.

Comentários