06/10/2015 14h03 – Atualizado em 06/10/2015 14h03

Militares chegaram ao banco no instante em que a vítima iria transferir R$ 5 mil para a conta do estelionatário. Bandido dizia estar com a filha dela em um cativeiro

Lucas Gustavo

Policiais militares de Três Lagoas foram ágeis e frustraram um golpe de falso sequestro na manhã desta terça-feira (6). A vítima, uma aposentada de 70 anos, estava no caixa eletrônico do Banco do Brasil quando foi alertada pelos PMs. A idosa iria transferir R$ 5 mil para conta de um homem que dizia estar com sua filha em cárcere privado. O estelionatário ligou no celular dela e fez as ameaças. O dinheiro seria para pagar o resgate da mulher.

Clientes que também estavam na agência perceberam o nervosismo da vítima e chamaram a polícia. Em entrevista ao Perfil News, a aposentada contou que a negociação com o golpista durou quase duas horas. Ela foi a pé até o banco para fazer a transferência. A moradora explicou ter acreditado na conversa do bandido por ter uma filha que mora em Campo Grande.

‘’Pelo telefone, eu ouvia uma mulher chorando e gritando ‘mãe, mãe’. A voz era idêntica a da minha filha; fiquei desesperada. O homem dizia que já havia tomado o carro dela e que iria matá-la caso eu não lhe desse dinheiro. Minha única reação foi obedecê-lo, pois eu temia que o pior acontecesse’’, explicou a idosa à reportagem.

O Perfil News questionou os militares que atenderam a ocorrência sobre qual atitude a pessoa deve tomar ao receber esse tipo de trote. De acordo com eles, a vítima deve acionar a polícia pelo telefone 190 e relatar o caso imediatamente.

Militares acalmaram e orientaram a vítima em frente ao banco. (Foto: Ricardo Ojeda).

Comentários