23/04/2015 18h21 – Atualizado em 23/04/2015 18h21

Boletim divulgado hoje revela que Mato Grosso do Sul já registrou 64 casos da febre

Da Redação

Mato Grosso do Sul registrou 64 casos suspeitos de Febre do Chikungunya de janeiro de 2015 até esta quinta-feira (23). O número representa quase o total de casos notificados durante todo o ano de 2014, quando foram registrados 70 casos suspeitos, de acordo com boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) nesta quinta-feira.
Na último boletim epidemiológico, divulgado no dia 11 de março, os casos suspeitos somavam 38, sendo 24 na Capital, o que representa um aumento de 26 casos no período de um mês no estado. De acordo com a SES, nenhum caso foi confirmado.

A maioria das notificações foram registradas em Campo Grande, com 45 registros, seguido por Corumbá e Paranhos, com quatro casos cada e Aparecida do Taboado, com dois casos. Os municípios de Angélica, Brasilândia, Costa Rica, Dourados, Itaquiraí, Maracaju, Porto Murtinho, Rio Verde de Mato Grosso e São Gabriel do Oeste tiveram um caso suspeito cada.

Em 2014, uma pessoa morreu em decorrência da doença. Os casos notificados na Capital durante todo o ano foram 45, mesmo número de casos suspeitos registrados nos primeiros quatro meses de 2015.
São considerados casos suspeitos de Febre do Chikungunya febre de início súbito maior do 38,5°C, dor intensa nas articulações, acompanhada ou não de inchaço que não sejam explicadas por outras condições e quando o paciente é morador ou visitou áreas onde estejam ocorrendo casos suspeitos até duas semanas antes do início dos sintomas.

A recomendação é para que a pessoa que apresentar os sintomas mantenha repouso, beba muito líquido e procure uma unidade de saúde.
O mosquito transmissor da Febre do Chikungunya é o Aedes aegypti, mesmo transmissor da dengue. Para prevenir a doença, a população deve descartar ou tampar possíveis depósitos de água, manter o terreno limpo e evitar o deslocamento para áreas onde há transmissão instalada do vírus.

O mosquito transmissor da Febre do Chikungunya é o Aedes aegypti, mesmo transmissor da dengue. ( Foto: Divulgação)

Comentários