01/02/2012 08h05 – Atualizado em 01/02/2012 08h05

PMA autua empresa de curtume por vazamento de gás

A autuação pode ser reduzida, pelo órgão ambiental Estadual IMASUL – Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul, ao final do processo administrativo, permitindo o direito à ampla defesa à empresa

Adriano Vialle

A Polícia Militar Ambiental autuou em R$ 1 milhão um curtume do frigorífico Marfrig onde houve vazamento de gás em Bataguassu em que 4 pessoas morreram e dezenas ficaram intoxicadas.

Segundo informações da PMA a multa referente à parte administrativa foi efetuada com base no artigo 61 do Decreto Federal 6.541/2008, em virtude da poluição causada pelo gás que possivelmente ocasionou a morte de 4 pessoas na área de curtume da empresa.

De acordo com o Corpo de Bombeiro, a área ainda continua isolada e o gás que vazou é Sulfídrico.

Também foi realizada uma ocorrência que será encaminhada à delegacia de polícia civil junto com autos para os procedimentos e apurações criminais cabíveis, que serão encaminhados ao Ministério Público para possível ação civil pública.

A Polícia Ambiental informou que a empresa possuía todas as licenças ambientais exigidas pelos órgãos.

COMO ACONTECEU A REAÇÃO QUIMÍCA

Segundo informações do coronel do Corpo de Bombeiros, Joilson de Paula, um caminhão chegou na área de descarregamento do frigorífico pela manhã. Às 10h15, o motorista iniciou o enchimento de um dos dois tanques, cada um com capacidade de 5.000 litros, do líquido Coramin, usado na retirada de pêlos de couro bovino.

Em poucos minutos, houve uma reação química e uma fumaça saiu dos tanques. Percebendo o perigo, o motorista e vários funcionários correram para fechar a válvula no tanque, as vítimas tentaram buscar um abrigo. Os quatro que morreram foram atingidos de imediato.

O Coramin-MKGS é um produto que, se manuseado de forma correta, não oferece risco. Porém, se entrar em contato com outra substância, pode passar por uma reação química e liberar gases tóxicos.

Curtume do frigorífico Marfrig é multado em R$ 1 milhão pela Polícia Militar Ambiental
Foto: Divulgação

Comentários