16/11/2006 15h34 – Atualizado em 16/11/2006 15h34

Assessoria de Comunicação

A Comunidade da Escola São João recebeu com muito entusiasmo a realização da 12ª Noite Cultural, na terça-feira (14/11). O Projeto, que já consta no calendário anual da escola, faz parte das disciplinas transversais e tem por objetivo a integração entre alunos, professores e familiares.

No início de cada ano letivo, a equipe pedagógica se reúne para decidir o tema a ser trabalhado. Em 2005, a escola optou pelas regiões do país, deixando a música para este ano. No decorrer dos trabalhos, os professores, desenvolvem em suas disciplinas atividades co-relacionadas e já ligadas ao tema da Noite Cultural, gerando todo um processo de pesquisa que envolve os alunos. Márcia Moura, secretária de Educação e Cultura, ressaltou a importância do Projeto e parabenizou a organização do evento. Para a secretária, a ‘Noite Cultural’ é uma alegria e um estímulo para a educação no município. “Isso só vem nos alegrar, só vem nos dar estímulo para continuar lutando por uma educação com o nível cada vez melhor, assim como nossa prefeita Simone pretende e quer que executemos”, destacou Márcia. A secretária também lembrou que o projeto é uma vontade de toda a educação no município e que o trabalho acrescenta conhecimento, cultura e auxilia na formação dos cidadãos.

Satisfeito com o evento, o vice-prefeito Luiz Akira enfocou a importância da música no desenvolvimento dos alunos e o esforço para a realização do evento. “Mesmo com algumas dificuldades, seja pela sua localização, seja pela comunidade ser pequena, a gente vê que há um esforço muito grande por parte da escola em estar promovendo e não só a 12ª noite cultural, mas a gente vê no decorrer do ano todo. Há uma programação de evento aonde o objetivo é trazer a comunidade para dentro da escola, fazendo com que as crianças daqui da Escola São João, tenham nesta escola uma extensão da sua casa”, analisou o vice-prefeito.

Aluna da 4ª série do Ensino Fundamental, Paula Juliane Ribeiro da Silva estava feliz com a experiência. Para ela, pesquisar as músicas da década de 50 foi muito válido, especialmente por ter conversado com adultos que tiveram a oportunidade de viver naquela época. “É muito importante por que fala muita coisa que nós não vivemos”, afirmou Paula.

O Projeto vem sendo desenvolvido ao longo de doze anos. De acordo com o diretor da Escola, Odeir da Silva, o sucesso do evento se dá pela união de esforços. “Este projeto vem crescendo gradativamente, pela paciência, amor e dedicação dos nossos funcionários, principalmente o trabalho dos nossos professores com as nossas crianças e o apoio dos nossos pais. É a concretização deste sonho”, afirmou o diretor. RESPEITO

O vice-prefeito Luiz Akira falou também sobre o respeito que os alunos possuem com os professores e com a direção. Para Akira, toda a comunidade escolar tem feito o ‘dever de casa’, realizando as atividades com qualidade e atingindo o objetivo de integração. “O mais importante disso tudo é que, além de estar proporcionando este momento de lazer e cultura, há a integração, entre a comunidade escolar, os alunos, professores, funcionários, diretor da escola e as famílias dos alunos. Esta integração é salutar para a escola e para toda a população”, finalizou.  Aproveitando o tema do evento, Márcia Moura aconselhou os estudantes para que busquem conhecer os músicos e os estilos que marcaram outras épocas. “Que realmente conheçam os ritmos atuais, mas que dêem oportunidade a si mesmos de conhecerem outros estilos. De conhecerem músicos fantásticos, músicas de diferentes estilos, clássicas e eruditas. Enfim, que possam ter neste espaço de novos caminhos que é a música e tanto faz bem”, ressaltou a secretária.

Comentários