18/09/2017 11h13

Cidade registrou aumento do PIB para 9 bilhões de reais.

Ygor Andrade / Com informações da SECOM TRÊS LAGOAS

A Prefeitura de Três Lagoas divulgou o resultado de um estudo, realizado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia (SEDECT), por meio do Núcleo de Pesquisas Econômicas (NPE), em parceria com o IBGE (Institui Brasileiro de Geografia Estatística), SEMAGRO e Banco Santander. O estudo apontou um crescimento de 4% no PIB (Produto Interno Bruto) da cidade de 2016 para 2017. Com isso a cidade, arrecada cerca de 9 bilhões de reais.

Entretanto, apesar do ótimo resultado, a cidade mantém cautela, de acordo com a nota enviada à imprensa pela Administração Municipal. De acordo com dados divulgados, o crescimento desacelerou nos últimos anos. Em 2012 o crescimento foi de 29%, saltando de 5 bilhões de reais para R$ 6,4 bilhões. Apesar disso, Três Lagoas segue na contramão do que vem acontecendo, por exemplo, no Brasil, que tem crescimento previsto para 0,6%.

Ainda de acordo com os resultados do estudo, um dos motivos da queda se encontra na paralisação da usina de fertilizantes foi outro fator a afetar a economia local.

Por fim, a Administração informa que “em tempos de crise econômica, a estimativa de crescimento do PIB de Três Lagoas é maior do que outros estados da federação como Mato Grosso (5,1%), Maranhão (3,1%), até do próprio estado, já que no estudo, Mato Grosso do Sul detém o terceiro lugar com (2,4%) no ranking feito pelo Banco Santander, ficando inclusive a frente de estados industrializados como São Paulo (0,5%), Paraná (1,7%) e Rio Grande do Sul (1,5%)”.

Cidade teve crescimento de 4%, mas desacelerou crescimento devido a fechamento de industrias. (Foto: SECOM TRES LAGOAS)

Comentários