30/04/2015 20h43 – Atualizado em 30/04/2015 20h43

Obras da UFN3 paralisada representa prejuízo incalculável ao Brasil, diz Simone

A senadora criticou a exposição do presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, no Senado, dizendo que dirigente tem visão míope, devido não ter um plano imediata sobre os bilhões investidos na construção do Unidades de Fertilizantes Nitrogenados em Três Lagoas

Assessoria

A senadora Simone Tebet (PMDB-MS) defendeu a retomada da unidade produtora de fertilizantes nitrogenados – a UFN III – em Três Lagoas (MS), durante discurso no plenário do Senado nesta quinta-feira (30). A Fábrica foi uma das obras interrompidas no Brasil em função da crise da Petrobras.
Ela destacou que a Fábrica de Fertilizantes pode reduzir pela metade o consumo de produtos importados, beneficiando o agronegócio brasileiro. O uso de fertilizante impacta em 30% o custo da produção de soja, por exemplo. Hoje, 75% dos fertilizantes consumidos no País são produzidos no exterior.

“Essa obra paralisada vai causar um prejuízo incalculável ao Brasil. A fábrica vai reduzir a nossa dependência de importação de fertilizantes em até 50%”, disse Simone destacando também a geração de emprego e o impacto na economia da região com o empreendimento.

VISÃO MÍOPE

A senadora criticou a exposição do presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, no Senado esta semana. Ele veio falar sobre o demonstrativo contábil da empresa. “Me preocupou a visão míope apresentada pelo presidente da Petrobras na Comissão de Assuntos Econômicos. A resposta sobre novos investimentos e a retomada de obras foi apenas: – ‘nós faremos o que for bom pra empresa’. A Petrobrás precisa, sim, resolver os seus problemas financeiros, mas não pode deixar de responder sobre os bilhões investidos com obras paralisadas”, disse a parlamentar sul-mato-grossense.

Para Simone Tebet, as decisões da estatal devem ir além da questão econômica. Ela destacou que a suspensão dos investimentos da Petrobras em todo o País compromete setores produtivos inteiros, a oferta de empregos, ramos de fornecimento de material e serviços, como hotelaria, alimentação, capacitação de mão de obra, etc. “Agora, as economias locais que haviam sido beneficiadas com arrecadação fiscal e geração de emprego e renda estão em crise”, ressaltou.

A Petrobras impacta em cerca de 13% o PIB brasileiro. Suas atividades envolvem mais de 86 mil empregados, com mais de 104 bilhões em investimentos.

HISTÓRICO

A senadora informou que enquanto era prefeita de Três Lagoas, adquiriu, em parceria com o governo do Estado, mais de 425 hectares de terras para instalar a maior Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados da América Latina.

“Até novembro do ano passado, a fábrica estava 82% pronta. De um dia para o outro os trabalhos foram interrompidos”, disse. Simone relatou que a suspensão da obra provocou milhares de demissões e a falência de pequenas empresas, gerando um quadro de instabilidade econômica e social e uma dívida corrente de R$ 36 milhões.

Em aparte, o senador Waldemir Moka (PMDB-MS), destacou que a UFN III de Três Lagoas vai duplicar a produção nacional de ureia, com 1,2 milhão de toneladas de ureia granulada e petrolada e ampliar a produção de amônia em mais de 60%, com 70 mil toneladas.

3O DIAS

Durante o discurso, Simone Tebet informou ainda que apresentou requerimento de informações para a Petrobras encaminhe ao Senado dados sobre as previsões de ação da Empresa, especialmente em relação às obras paralisadas em todo o Brasil. As informações devem ser enviadas em 30 dias.

Simone Tebet preside por alguns minutos sessão do Senado....

... em seguida, discursa em defesa da retomada da Fábrica de Fertilizantes de Três Lagoas (Fotos: Roberto Castello)

Comentários