A pequena Maria Fernanda tem Escafocefalia e precisa da cirurgia para não ter sequelas neurológias ou correr o risco de ficar cega

Maria Fernanda Souza Medeiros completou seu primeiro aninho nesta quarta-feira (30), e precisa passar por uma cirurgia. Ela tem Cranioestenose do tipo Escafocefalia, uma doença que faz com que a cabeça ao inves de crescer proporcionalmente, cresça apenas para frente e para trás. A cirurgia é cara e para isso a família de Maria Fernanda está promovendo rifas para arrecadar o valor necessário para operar a menina.

A reportagem do Perfil News conversou com Viviane de Souza Taveira, 38, mãe de Maria Fernanda. Ela explicou que a cirurgia é necessária para melhor desenvolvimento da criança. “Corremos contra o tempo para diagnosticar a doença, foi tudo burocrático, entramos no Ministério Público para conseguir uma vaga com um neurocirurgião pediátrico em Campo Grande pelo SUS, tendo em vista que quanto mais cedo o diagnóstico, maiores são as chances da minha filha levar uma vida normal com o tratamento. Estávamos desde junho esperando, conseguimos início de dezembro. O médico explicou que tudo precisa ser feito no tempo certo para que ela não tenha prejuízos neurológicos e nem corra o risco de ficar cega”, explicou.

A criança tem feito acompanhamento pediátrico pelo SUS em Três Lagoas.

A família aguarda o orçamento da cirurgia desde a estadia no início do mês na Capital, quando fizeram a consulta com o especialista e ficaram na casa de apoio. Mas mesmo antes da divulgação do valor, eles já estão buscando por ajuda, tendo em vista que o médico adiantou que seria uma cirurgia de um valor alto.

Viviane é do lar e seu esposo Sidervano Guimarães de Medeiros é operador em uma gráfica. O casal tem outro filho, este com pouco mais de 2 anos. Eles estão contando com a ajuda de familiares e amigos para a venda das rifas. O prêmio é um Celular Samsung A 01 Core e custa R$ 20. Eles já promoveram outras duas rifas, uma de maquiagem e outra de Tupeware, que custavam R$ 10. Todo o dinheiro está sendo reservado para os custos com a cirurgia e tratamento da Maria Fernanda. “Temos fé em Deus que vai dar tudo certo e vamos conseguir operar nossa filha e ela vai poder levar uma vida sem sequelas ou problemas futuros”, exclamou a mãe.

Assim que souberem o valor da cirurgia, a família pretende dar início a uma Vaquinha Virtual, para ajudar na arrecadação do montante.

É possivel que após a primeira cirurgia, maria Fernanda ainda precise passar por uma segunda. Segundo os pais, tudo vai depender da adaptação da criança.

Aos interessados em adquirir um número da rifa, entrar em contato com Viviane pelo número de WhatsApp (67) 9 8455-2002.

Comentários