17/11/2006 17h21 – Atualizado em 17/11/2006 17h21

Agência Estado

Policiais de São Paulo acreditam que Rogério Gonçalves Tavares, filho de um casal assassinado a facadas hoje na zona oeste da capital paulista, possa estar envolvido no crime. As mortes ocorreram por volta das 7 horas numa casa na Rua Cayowaá, em Perdizes. Estavam na casa Rogério e a avó, Isaura da Purificação Gonçalves. Antes de ser hospitalizado, Rogério, que tinha ferimentos, afirmou aos policiais que a família havia sido vítima de um assalto, mas a Polícia não encontrou indícios de arrombamento na residência. Segundo os policiais, Rogério demorou para abrir a porta na chegada da PM. A Polícia chegou ao local através da denúncia do porteiro de um edifício vizinho. Um pedestre teria visto, pela janela, as agressões ao casal e avisou ao porteiro. Informações preliminares dos vizinhos indicam que o rapaz tem problemas psicológicos. A avó de Rogério, que também estava na casa e só teria escapado da morte porque estava trancada no quarto no momento do crime, está em estado de choque e foi encaminhada ao Hospital São Camilo. Vizinhos dizem que a família aparentemente não tinha problemas e que o casal era muito religioso. Eles não sabem o que poderia ter motivado Rogério a cometer o crime.

Comentários