Ocorrências de violência doméstica registradas neste fim de ano movimentaram o setor policial em Três Lagoas e região.

A primeira ocorreu no dia 31, no município de Selvíria (MS). Conforme o boletim de ocorrência, por volta das 17h30, a vítima, acompanhada de sua mãe teria comparecido à unidade policial daquela cidade relatando que teria sofrido agressões por parte do seu marido.

Ela relatou aos policiais que ela e marido estavam em uma confraternização em sua residência e que após uma discussão entraram em vias de fato, momento em que o autor acabou batendo a cabeça da mulher contra a parede.

Diante do exposto, os policiais realizaram diligências até o imóvel do casal, onde encontraram o autor. Ele foi detido e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil para as providências cabíveis.

TRÊS LAGOAS

Em Três Lagoas, uma das ocorrências de violência doméstica também foi registrada no dia 31 de dezembro. Segundo o boletim de ocorrência, por volta das 23h50, o autor das agressões também foi detido.

Na ocasião, a vítima, de 23 anos relatou aos militares que há cerca de sete meses estaria residindo na cidade juntamente com o autor, com quem mantém relacionamento amoroso há aproximadamente três anos e que durante esse período, teria sido brutalmente agredida.

SUSPEITA DE TRAIÇÃO

A vítima ainda afirmou aos policiais que após retornarem de viagem, no último dia 29, suspeitou que o marido estaria tendo um caso com a babá de seu filho, contudo, afirmou que não constatou nenhuma cena da suposta traição, conversas via aplicativo ou fotos, mas que por acreditar na situação foi tomar satisfação com o autor.

Durante a discussão, a mulher confiscou o aparelho celular do marido e após perceber que não existia fotos da suposta amante, começou uma série de xingamentos, acrescentando que o homem, na tentativa de recuperar seu celular, tirou o aparelho de suas mãos de forma agressiva e que ele teria tentado sair da casa por várias vezes, sendo impedido pela mulher.

PEDRADA NA CABEÇA

Já na parte externa da casa, o acusado teria se apossado de um pedaço de mangueira e por acreditar que o objeto seria usado para agressões, a mulher pegou uma pedra e arremessou contra o pará-brisas do carro e após danificá-lo passou a golpear o vidro do veículo com o braço direito, o que acabou provocando pequenas lesões nela.

Ao perceber a investida incessante da convivente contra o seu automóvel, o homem pegou a mesma pedra usada pela mulher e desferiu um golpe na região da cabeça da vítima, do lado esquerdo, fugindo em seguida.

Porém, cerca de 40 minutos após a agressão, ele acabou sendo localizado no interior da casa pelos militares. Detido, o homem foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil para as providências cabíveis.

MAIS AGRESSÕES

Já na madrugada do dia 1º, por volta das 2h30, a Polícia Militar recebeu denúncias de que estaria havendo uma violência doméstica em uma residência, na Rua José Maria Colete.

No local, os policiais da Força Tática constataram que uma mulher estava sendo agredida pelo seu amásio, com empurrões, chutes e socos. O homem foi detido e encaminhado à Delegacia de Polícia Civil.

Também na madrugada do dia 1º de janeiro deste ano, uma mulher foi agredida por seu companheiro após o autor deitar-se na cama e perceber que um dos gatos de estimação da vítima havia defecado sobre o local.

Durante a discussão, o autor teria jogado um copo de vidro contra a vítima, acertando-a na nunca e no ombro. Após a agressão, o acusado empreendeu fuga, tomando rumo ignorado.

A mulher foi socorrida e encaminhada ao UPA.


Comentários