01/06/2015 12h58 – Atualizado em 01/06/2015 12h58

Final de semana na cidade registrou ocorrências principalmente de furtos, extravios de documentação pessoal, acidente e lesão corporal

Patrícia Miranda

O final de semana foi movimentado no setor policial em Três Lagoas, de sábado (30) a domingo (31) foram registradas 22 ocorrências. Foram 6 casos de extravios de documentação pessoal entre carteira de trabalho e habilitação, cartão de banco até uma carreta de feira, os furtos chegaram a 8, um caso por desacato, dois casos de lesão corporal, um por violência doméstica, uma ocorrência por disparo de arma de fogo, uma pessoa foi flagrada dirigindo bêbada, um por achado de coisas e um por acidente, sem gravidade.

DESTAQUES

Na noite de sábado (30), policiais militares de Três Lagoas, foram chamados para atender uma ocorrência no bairro Santa Terezinha, onde uma residência havia sido alvejada por um disparo de arma de fogo. O morador de 31 anos, disse que sua família estava na sala quando ouviu o disparo e havia um buraco na janela. O projétil não foi encontrado. Ninguém ficou ferido, o caso será investigado.

No início da madrugada de sábado (30) a Polícia Militar foi acionada para atender uma ocorrência na Avenida Aldair Rosa de Oliveira, na Orla da Lagoa Maior. Um carro havia batido contra um poste de energia elétrica e sua estrutura havia sido destruída. No local, foi encontrado um pára-choque de plástico com a placa de um Vectra Hatch de Três Lagoas. Possivelmente o carro seria o causador do acidente. Viaturas fizeram rondas próximas, mas nada foi encontrado. O poste não havia risco de queda e nem risco elétrico, tendo em vista que não houve a ruptura de cabos de alta tensão.

A Escola Estadual Luiz Lopes de Carvalho foi alvo de bandidos neste fim de semana. No domingo (31), o diretor do colégio registrou queixa de furto, após chegar ao estabelecimento e encontrar as portas de várias salas arrombadas. A porta da secretaria estava sem corrente e cadeado. No local, os bandidos reviraram os armários de documentos, espalhando pastas e papéis pelo chão. Foram levadas chaves das portas das salas do prédio, um mouse de computador, materiais esportivos como bolas, jogos de tabuleiro, um aparelho de som, várias latas de refrigerantes que estavam na geladeira, bonés, um cofrinho com moedas, uma ferramenta, um celular novo, que seria rifado pela escola, além de R$ 400, dinheiro adquirido através da rifa. A Polícia Civil acompanhará o caso.

O diretor da Escola Maria de Lourdes Lopes do bairro Vila Piloto, informou que foi avisado pela empresa de monitoramento que o alarme havia tocado e ao chegar ao local, a porta que dá acesso a dispensa e a cozinha estava arrombada (com a fechadura destruída) e que chaves que estavam no claviculário haviam sumido. Foram feitas rondas pelas imediações, mas nada foi encontrado. O caso será investigado.

Comentários