04/04/2014 10h45 – Atualizado em 04/04/2014 10h45

Extrato de conta da administração municipal revelou que havia débito de R$ 14,8 mil e o tesoureiro da Prefeitura viu que cheque no valor estava com assinatura falsa

Léo Lima

O setor financeiro da Prefeitura Municipal de Santa Rita do Pardo está às voltas com um caso de “estelionato na forma tentada”, conforme registros policiais, onde um valor existente nos cofres públicos havia sumido e ao checar o débito na conta corrente o responsável achou “esquisito” e acabou denunciando o fato na Delegacia de Polícia Civil da cidade.

O registro do fato ocorreu às 17h06 de quinta-feira (03) passada, sendo que a descoberta se deu ao meio dia. O boletim de ocorrências de número 142/2014, traz o depoimento de Emerson Peralta Figueiredo, de 34 anos, a respeito do caso.

Segundo Emerson, no referido horário de descobrimento do fato, ele foi chamado no setor financeiro, pois o tesoureiro de nome Maurício havia tirado um extrato da conta corrente da Prefeitura e este tinha notado um débito de R$ 14.800,00 e achou “esquisito”.

De imediato, segundo Emerson, Maurício pediu uma microfilmagem do cheque e percebeu que as assinaturas não eram verdadeiras e foi até o banco, onde o cheque (111889, da conta corrente 1.824-4 – Agência 4088-6, Banco do Brasil) foi sustado.

Revendo os empenhos, eles não puderam compor nenhuma relação com a pessoa (Cleverton Gonçalves Roth) a qual a lâmina do cheque estava destinada.

O caso foi atendido e está sendo investigado pelo delegado Rodrigo Alencar Machado Camapum, da Polícia Civil de Santa Rita do Pardo.

Comentários