Mesmo com a orientação dos fiscais e empresas, parte da população ainda não obedece às regras de prevenção

Completando uma semana de ações nesta quarta-feira (15), a operação “Três Lagoas de Olho no Coronavírus” continua com a fiscalização efetiva nos comércios e indústrias do Município.

Com foco na prevenção e enfrentamento à COVID-19, os fiscais estão diariamente percorrendo ruas e avenidas da Cidade para orientar e explicar as regras exigidas às empresas, quanto à higienização e distanciamento tanto para clientes, quanto funcionários.

O coordenador de Vigilância Sanitária, Cristovam Bazan, considera como positiva a receptividade e aceitação com as medidas pelos comerciantes e empresários de Três Lagoas. “Desde a reabertura do comércio, percebemos que muitos estabelecimentos já estavam preparados com os EPI’s necessários, álcool em gel e demarcação de distanciamento entre pessoas. Nossos fiscais estão sendo bem recebidos e as orientações sendo acatadas, de modo que, estamos contentes com a parceria da classe comercial e empresarial três-lagoense”, pontuou.

População precisa colaborar

Álcool em gel na porta do local é uma das exigências

Mesmo com a orientação dos fiscais e empresas, parte da população ainda não obedece às regras de prevenção. “Ainda encontramos aglomerações em filas, pessoas sem utilizar máscaras, inclusive idosos, o que demonstra que algumas pessoas não entenderam a gravidade da pandemia. Os comerciantes também têm cobrado, mas, conseguem controlar apenas da porta para dentro. É preciso que todos tenham mais consciência e respeitem às medidas decretadas para o próprio bem e do próximo”, completou Cristovam.

Fiscalizados

A operação fiscalizou aproximadamente 700 estabelecimentos nesta primeira semana. Deste número, cerca de 150 foram notificados, ou seja, orientados a se adequar as medidas preventivas. Houve apenas 1 multa expedida, no caso, em um evento com aglomeração de pessoas, o que está proibido por decreto. Nesta ocasião, participaram também o Conselho Tutelar, Fiscalização de Postura e Polícia Militar.

A fiscalização conta com apoio da PM, orientações e suporte do Ministério Público e Ministério Público do Trabalho.

Prevenir para Três Lagoas não ter novos casos

O proprietário da Loja de Materiais de Construção – Irapuru, Davi Silveira, foi um dos que reabriu as portas já com tudo preparado. “Quando saiu o decreto autorizando o funcionamento e as regras que devemos seguir, já providenciei máscaras e luvas para os funcionários, álcool em gel na porta para meus clientes e distanciamento entre eles”, disse.

“Temos que ser parceiros, é um momento de união e de cuidado para todos nós. Muitos criticaram, mas eu parabenizo a Prefeitura e o Comitê de Enfrentamento, pois, as providências foram tomadas logo no começo. Diante da quantidade de habitantes e fluxo de pessoas, podemos dizer que nosso Município têm tudo para voltar à normalidade em pouco tempo e com poucos casos de COVID”, finalizou Davi.

SERVIÇOS

A população pode tirar dúvidas e fazer denúncias à Vigilância Sanitária, de segunda a sexta-feira, até às 17h, pelo telefone: (67) 3929-1861. Após às 17h, apenas ao 190 da Polícia Militar.

Comentários