27/10/2015 15h36 – Atualizado em 27/10/2015 15h36

Trecho que liga Três Lagoas a Água Clara já está recuperado, garantiu o engenheiro Milton Marinho, chefe do Dnit regional de Três Lagoas

Ricardo Ojeda

De acordo com informações do engenheiro Milton Marinho, chefe do Dnit regional de Três Lagoas, o trecho de 135 quilômetros que liga Três Lagoas a Água Clara já está recuperado. Marinho afirmou que “para dar conta do trabalho uma forca tarefa de 70 homens trabalharam durante 15 dias ao longo da rodovia e nesta terça-feira, 27 os últimos buracos existentes na rodovia estão sendo fechados”, garantiu.

Coincidentemente o contrato com a empresa que está executando o serviço encerra hoje e por isso que os colaboradores da empreiteira estão se esmerando para concluir a tarefa. De acordo com Marinho, outro contrato com uma nova empresa já foi assinado e os trabalhos terão prosseguimentos, desta vez para conservar a via. “O trecho de Água Clara para Campo Grande, não necessita de muito cuidados, mas existem algumas imperfeições que serão corrigidas”, disse

DESVIOS E PREJUÍZOS

De acordo com o farmacêutico Daniel Brito que passou pelo local quando viajava para Campo Grande, ainda existe muitos buracos na rodovia, entre Três Lagoas e Água Clara e afirmou que não passou por nenhuma equipe de conservação. Por sua vez, o sindicalista, Nivaldo da Silva Moreira afirmou que também trafegou pelo local, disse que encontrou buracos próximo à passagem de nível já quase chegando em Água Clara.

No início da semana passada a situação da BR 262 estava preocupante que alguns usuários estavam desviando o caminho por Inocência, denunciou José Cleonildo Dias, diretor sindical do Sintiespav. Ele disse que na terça-feira da semana passada em viagem para Campo Grande fez questão de contar oito veículos parados no acostamento com pneus estourados em decorrência dos buracos na rodovia.

Já a servidora pública da Receita Federal, Alenir Benites também sofreu prejuízos quando retornava da capital do Estado ao cair em um buraco teve dois pneus de seu veículo estourado. Ela, inclusive estuda mover uma ação contra a União para ser ressarcidas pelos prejuízos.

Os últimos buracos na pista estão sendo fechados hoje pela força tarefa que está concentrada perto da passagem de nível nas proximidades de Água Clara (Foto: Ricardo Ojeda)

As imagens mostra os buracos encontrados em vários pontos da BR 262, no trecho que liga Três Lagoas a Água Clara que agora o Dnit garante estar fechados (Foto: Divulgação)

Comentários