28/03/2012 15h53 – Atualizado em 28/03/2012 15h53

Construção de aeroporto e Unei de Três Lagoas têm ordem de licitação assinada

A construção do aeroporto deve ocorrer de setembro ou outubro deste ano

Adriano Vialle (*)

O governador André Puccinelli assinou na manhã desta quarta-feira (28) duas importantes ordens de licitação para o município de Três Lagoas. A primeira autoriza licitação para dar continuidade às obras de infraestrutura do aeroporto, que incluem adequação da cerca de proteção, balizamento noturno, grooving (sulcos transversais na pista) e implantação do serviço contra incêndio. Puccinelli também autorizou a licitação para a construção do novo prédio da Unidade Educacional de Internação (UNEI) no Jardim Imperial.

As duas obras são uma parceria entre os governos Estadual e Federal. As obras de infraestrutura do Aeroporto devem ter mais de R$ 4 milhões em investimentos, já prédio da Unei está orçado em cerca de R$ 7 milhões.

Depois de anunciar a construção de um Hospital Municipal e a revitalização do centro da cidade na última segunda-feira (26) o governador voltou a afirmar seu compromisso com Três Lagoas durante assinatura das ordens de licitação. “Nosso compromisso é com o Mato Grosso do Sul, com a população que faz esse estado crescer, e não poderia esquecer de Três Lagoas, e de toda região do bolsão, tão bem representados aqui pela nossa vice-governadora e pela prefeita Márcia Moura”, disse Puccinelli.

Segundo a prefeita Márcia Moura, a assinatura destas ordens de licitação estão sendo muito esperadas pela população. “A população da cidade cresceu muito com o desenvolvimento industrial, precisamos aumentar a capacidade da nossa unidade de internação para os jovens que precisam se ressocializar, por outro lado, o aeroporto vai aumentar ainda mais as oportunidades para atrairmos novas indústrias, ou seja, teremos atendido as necessidades da população tanto na área social quanto econômica”, afirma a prefeita.

A vice-governadora, Simone Tebet, afirmou que a partir da licitação fica mais fácil estabelecer um prazo para a conclusão destas obras. “Questões burocráticas vinham atravancando essas autorizações. Trabalhamos duro, fomos persistentes e nossa equipe eficiente. A população de Três Lagoas pode ter certeza que o Governo do Estado irá entregar o aeroporto e a UNEI prontos o mais rápido possível”, diz a vice-governadora.

AEROPORTO

Por conta da alteração no cronograma de construção de aeroportos, que passou o controle destas operações da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) para o COMAR (Comando Aéreo Regional), as obras de infraestrutura do aeroporto foram paralisadas no ano passado. A partir daí o Comar definiu algumas readequações nas obras por causa da proximidade de duas antenas e de um prédio residencial, mudando o sistema de pouso noturno. Outro entrave foi o fato da empresa escolhida para executar a obra pedir falência o que obriga o governo a realizar nova licitação.

Segundo informações da secretária adjunta de Obras do Estado, Maria Wilma Casanova Rosa, com a retomada da obra que deve acontecer dentro de no máximo 45 dias após a publicação da ordem de licitação no Diário Oficial, a infraestrutura deve ser concluída junto com a construção do receptivo, até setembro ou outubro deste ano.

Já a obra do receptivo está sendo realizada pela Prefeitura de Três Lagoas com investimentos municipais, da Petrobras e do governo do Estado.

UNEI

Em outubro de 2009, enquanto Simone era prefeita de Três Lagoas, ela encaminhou Projeto de Lei para desafetação e afetação de duas áreas, no Jardim Imperial. Uma delas destinada à construção da nova sede da Unidade Educacional de Internação (UNEI) e a outra à construção de casas populares para o Movimento de Luta pela Moradia (MNLM). “Fico feliz de enquanto vice-governadora poder retomar este projeto junto com a população da cidade”, afirma.

A demora para o início das obras aconteceu principalmente porque o projeto da UNEI teve quer ser todo readequado. Inicialmente ele previa a construção de uma piscina e pista de skate, mas por recomendação do Ministério Público, do Juizado e da Promotoria de Infância e Adolescência estes itens tiveram que ser retirados do projeto porque poderiam ser um instrumento perigoso para os adolescentes.

O novo prédio será construído na área doada pela Prefeitura, localizada nas imediações da BR-262, nas proximidades da Chácara Imperial. Será a segunda maior UNEI do Estado e terá capacidade para abrigar até 70 adolescentes.

(*) Com informações da Assessoria de Comunicação.

Duas obras importantes para Três Lagoas serão licitadas. (Foto: Assessoria de Comunicação)

Comentários