18/01/2012 15h25 – Atualizado em 18/01/2012 15h25

Serão introduzidas as vacinas pentavalente e injetável contra poliomielite. Novo calendário passa a valer a partir do segundo semestre deste ano.

G1

O governo federal anunciou, na tarde desta quarta-feira (18), a introdução de duas novas vacinas no calendário básico de vacinação infantil. Serão introduzidas, a partir do segundo semestre, a vacina injetável contra a poliomielite e a vacina pentavalente, que reúne em uma única dose imunizações contra cinco doenças.

Segundo o Ministério da Saúde, as duas novas vacinas serão utilizadas a partir do mês de agosto. A vacina contra a pólio será feita com o vírus inativado. A dose injetável, contudo, será aplicada apenas nas crianças que estão iniciando o calendário de vacinação.

Ao todo, serão 8 milhões de doses da nova vacina, que já começaram a ser compradas pelo governo a partir de dezembro de 2011.

A aplicação da dose injetável não irá retirar do calendário de vacinação as doses orais, já aplicadas nas campanhas de imunização. Segundo o governo, será aplicado um esquema sequencial, com as duas vacinas. A imunização injetável será aplicada aos dois e aos quatro meses de idade, e a vacina oral será usada nos reforços, aos seis e aos 15 meses de idade.

“Vamos adotar como uma fase de transição a vacinação combinada”, afirmou o secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa.

Já a vacina pentavalente reunirá em uma única dose imunizações contra difteria, tétano, coqueluche, haemophilus influenza tipo B e hepatite B. Atualmente, a imunização para estas doenças é oferecida em duas vacinas separadas.

Novo calendário
Outra mudança será feita no calendário básico de vacinação a partir do segundo semestre. Na primeira etapa, a ser realizada no dia 16 de junho, todas as crianças menores de cinco anos receberão uma dose da vacina oral contra a poliomelite.

Na segunda etapa, que será em agosto, todas as crianças menores de cinco anos precisarão comparecer aos postos de saúde, com o cartão de vacinação. A cardeneta será avaliada para atualização das vacinas que tiverem em atraso.

Comentários