01/10/2015 15h54 – Atualizado em 01/10/2015 15h54

Guerreiro pede atenção da Elektro quanto a substituição de postes de madeira queimados

Na Sessão plenária desta quinta-feira, Angelo Guerreiro apresentou indicação e mostrou fotos de postes de energia elétrica queimados e, conforme as denúncias populares, ainda em uso.

Assessoria

O uso de postes de madeira na rede de energia elétrica é um método antigo e ainda muito usado, principalmente na área rural. Mas os problemas causados por vendavais, queimadas e outros casos previsíveis, têm levado instabilidade ao fornecimento e causado a desconfiança do usuário, principalmente na zona urbana.

Em Três Lagoas a sociedade tem procurado o deputado Angelo Guerreiro para reclamar da situação de postes de madeira deteriorados, muitos queimados e que levam preocupação e medo. Na Sessão plenária desta quinta-feira, Angelo Guerreiro apresentou indicação e mostrou fotos de postes de energia elétrica queimados e, conforme as denúncias populares, ainda em uso.

“A substituição de postes de madeira por concreto traz qualidade, confiabilidade e dá mais tranquilidade estrutural às empresas que precisam de energia elétrica ininterrupta para trabalhar. Energia constante é fundamental em qualquer atividade”, disse Guerreiro, que solicitou agilidade na modernização do sistema de fornecimento de energia.

Os postes de concreto, além de duráveis, uma vez que têm vida útil de aproximadamente 60 anos, facilitam a manutenção e, ao contrário da madeira, resistem às intempéries e ao fogo. Angelo Guerreiro encaminhou expediente, alertando sobre os riscos, ao Diretor Presidente da Elektro, Márcio Fernandes e citou como exemplo, postes de madeira que foram incendiados durante a queimada realizada em um terreno na Rua Manoel Jorge, no bairro Santa Rita.

(*) Assessoria de Imprensa do Dep. Angelo Guerreiro

Em Três Lagoas a sociedade tem procurado o deputado Angelo Guerreiro para reclamar da situação de postes de madeira deteriorados, muitos queimados e que levam preocupação e medo.  (Foto: Assessoria)

Comentários