05/11/2013 14h22 – Atualizado em 05/11/2013 14h22

Ele disse ter flagrado a vítima com sua mulher em um motel dias antes, mas alegou legítima defesa

Da Redação

Ronaldo dos Santos Rodrigues, 35, se apresentou ontem (4) no 1º Distrito Policial de Dourados (MS), acompanhado por dois advogados. Ele confessou ter assassinado com 24 facadas, no dia 27 de outubro, o borracheiro Rubem Martins Coelho, 51, no Jardim Água Boa. Durante o depoimento, disse que trabalhou com a vítima por aproximadamente três meses e, neste período, teria conseguido empregar a mulher no local como secretária.

Passados alguns dias, ainda segundo o acusado, ele percebeu que ambos tinham um relacionamento e afirma que foi ameaçado pelo borracheiro. Também disse que flagrou a mulher e a vítima em um motel. Ele admitiu que no dia 27 foi conversar com Rubem armado com uma faca.

Ronaldo declarou ter agido em legítima defesa porque o borracheiro teria partido para cima dele com outra faca. Ele foi liberado e responderá pelo crime de homicídio em liberdade.

(*)Com informações de Correio do Estado

Crime aconteceu no último dia 27 de outubro (Foto: Osvaldo Duarte / Dourados News)

Comentários