14/04/2015 16h04 – Atualizado em 14/04/2015 16h04

José Chadid presta homenagem a ícones do jornalismo sul-mato-grossense

Fausto Brites e Adilson Trindade são os alvos de justa homenagem em comemoração ao Dia Municipal do Jornalista

Léo Lima com assessoria

Dois ícones do jornalismo sul-mato-grossense, Fausto Brites e Adilson Trindade, serão homenageados pelo vereador José Chadid nesta quarta-feira (15), às 19 horas, na Câmara Municipal de Campo Grande. A Solenidade será em comemoração ao Dia Municipal do Jornalista, ocorrido no dia 07 de abril.

O vereador, que considera os profissionais como baluartes da comunicação, afirma que além de amizade, há um respeito muito grande pelo trabalho por eles desenvolvido durante décadas de dedicação ao jornalismo.

Homenageados

Fausto Brites – O jornalista Fausto Brites nasceu em Ponta Porã, Mato Grosso do Sul, no dia 5 de julho de 1958, filho do ferroviário Clementino Cáceres de Brites e da dona de casa Ramona Mariuza Ferreira de Brites, já falecidos. É casado com a também jornalista Eli Morais de Brites, tem dois filhos, Vinícius Echeverria Brites e Samuel Echeverria Brites, do seu primeiro casamento, e dois netos, Maria Eduarda e Arthur. Mora em Campo Grande desde os três meses de idade.

É cronista, contista e poeta no que costuma dizer “nas horas quase vagas”. Essas suas obras foram publicadas nos jornais e revistas onde trabalhou.

Fausto Brites, que é jornalista autodidata, completou 40 anos de profissão no dia 15 de janeiro. Associado do Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso, JORNAMAT, foi um dos fundadores do Sindicato dos Jornalista de Mato Grosso do Sul, SINDJOR-MS, quando da divisão do Estado.
Seu Registro Profissional é o de número ZERO UM, da página UM, do Livro UM do Ministério do Trabalho-Superintendência regional de Mato Grosso do Sul.

Começou a trabalhar no Jornal Correio do Estado em 1975 aos 17 anos como repórter, atraído por um anúncio que oferecia a oportunidade para os interessados pela profissão.

Já como repórter no jornal, também nesse período trabalhou como radialista exercendo suas funções na Rádio Cultura de Campo Grande sendo repórter policial e apresentador do noticioso “Plantão Financial” com o codinome “Fausto Kapak”.

Além disso, foi colaborador das Rádios Jovem Pan e Globo, de São Paulo, e Rádio Voz do Oeste de Cuiabá.

Nessas quatro décadas de profissão, passou pelos principais jornais impressos de Campo Grande como Diário da Serra, Jornal da Manhã e Folha do Povo, e jornais semanários como Presença, Jornal do Brasil Central, O Quarto Poder, além de ter colaborado com os jornais A Crítica, Folha de Campo Grande, O Repórter, Maracaju Hoje e Revista Destaque. Foi também correspondente da Revista Visão, de circulação nacional.

Foi Assessor de Imprensa na antiga Faculdades Unidas Católicas de Mato Grosso – FUCMAT; na Coordenadoria de Comunicação na Prefeitura de Campo Grande, nas administrações Lúdio Coelho e Juvêncio César da Fonseca; na Secretaria de Estado de Comunicação no segundo Governo Marcelo Miranda; na Coordenadoria de Comunicação na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul nas gestões Londres Machado e Ary Rigo; da Deputada Estadual e, posteriormente Deputada Federal e vice-Prefeita de Campo Grande, Marilu Guimarães; na Associação Médica de Mato Grosso do Sul; no Conselho Regional de Medicina de Mato Grosso do Sul; no Ministério Público do Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul, hoje Ministério Público de Contas; no Sindicato das Industrias Gráficas de Mato Grosso do Sul. Implantou, juntamente com a jornalista Cristina Pacca a TV Assembleia na Gestão Ary Rigo. Atuou em diversas campanhas políticas tanto para o Governo do Estado como para prefeituras e entidades.

Durante o exercício da profissão, Fausto Brites foi processado diversas vezes, devido às reportagens investigativas. Em um dos processos chegou a ser condenado, entretanto, este foi arquivado por decisão do Superior Tribunal de Justiça e referendado no Supremo Tribunal Federal. Sua condenação teve repercussão internacional, sendo citado no capítulo de defesa dos Direitos Humanos, no item Liberdade de Expressão do Programa de Governo do então presidente George Bush.
Fausto Brites é hoje Editor-Chefe do Portal On-line de Notícias do Correio do Estado.

Adilson Trindade – O jornalista Adilson Venâncio Paniago Trindade nasceu em 17 de junho de 1961, é casado com Carmem Lúcia Dias dos Santos Trindade, pai de três filhos, Thiago dos Santos Trindade, Samuel dos Santos Trindade e Misael dos Santos Trindade.

Tem sua formação na Escola Superior de Guerra, graduando-se em Direito, em 2006, na Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal – Uniderp e pós-graduado em Direito Tributário em 2008 com especialização em Direito Eleitoral.

Trabalhou como engraxate na adolescência. Foi a primeira atividade laboral de um sonhador quando residia em Iguatemi, interior de Mato Grosso do Sul.

É Jornalista desde 1979. Foi Repórter Policial em 1980 no Diário da Serra, jornal de propriedade dos Diários Associados em Campo Grande -MS; Repórter Político de 1982 a 1987 no Jornal Diário da Serra; Correspondente do Correio Braziliense de 1982 a 1990 em Mato Grosso do Sul; Editor Político de 1987 a 1990 no Diário da Serra; Editor Político do Jornal Correio do Estado desde 1990.

Participou da cobertura jornalística da primeira eleição direta para governador de Mato Grosso do Sul, em 1982; da Campanha das diretas-já liderada pelas grandes lideranças políticas da oposição e votação da emenda Dante de Oliveira, que estabelecia eleições diretas para presidente da República; da morte do presidente eleito pelo Colégio Eleitoral do Congresso Nacional, Tancredo Neves; de assuntos mais polêmicos discutidos na Assembléia Nacional Constituinte, como o mandato de cinco anos para presidente José Sarney; da primeira eleição direta da era Nova República que saiu como vencedor Fernando Collor de Mello para presidente da República e de toda a história política de Mato Grosso do Sul a partir de 1982.

Como repórter policial fez cobertura jornalística de grandes casos policiais de Mato Grosso do Sul, destacando-se o julgamento dos acusados de participarem do assassinato do chefe da Casa Civil do Governo de Mato Grosso, Levy Campanhã.

Adilson Trindade é atualmente Editor de Política do Jornal Correio do Estado.

(*) Assessoria de Imprensa do Vereador

Autor da proposta de homenagem aos jornalistas, vereador José Chadid (Foto: Divulgação)

Comentários