09/07/2017 19h30

Como vereador teve atuação destacada de grande austeridade, possibilitando economia de mais de R$ 900 mil. Além disso, foi delegado regional de Três Lagoas e chefe de gabinete da então prefeita, Simone Tebet

Ricardo Ojeda

O ex-vereador Fernando Milan Amici, de 58 anos, faleceu no final da tarde deste domingo em um hospital de Três Lagoas. Segundo informações de amigos, ele teve uma infarto e foi levado para o hospital da cidade, porém não resistiu. O corpo será velado no salão da loja maçônica, João Pedro de Souza, atrás da Igreja Matriz.

Fernando Milan Amici foi delegado de Polícia, assumindo em 2006 a Delegacia Regional de Três Lagoas. Milan, como era conhecido, foi Chefe de Gabinete da então prefeita, Simone Tebet, deixando o cargo em fevereiro de 2006 para assumir a delegacia regional.

AUSTERIDADE

Nas eleições de 2008 disputou o cargo de vereador, elegeu-se pela coligação, a Vez de Todos, do PMDB com 1.862 votos. Após ser empossado foi eleito pelos demais pares para a presidência da Câmara de Vereadores, administrando o legislativo no biênio 2009/2010.

A sua presidência foi marcado por uma gestão de grande austeridade. Por conta disso, ele antes de encerrar seu mandato como presidente, em 26 de dezembro de 2010, ele devolveu um cheque a então prefeita Márcia Moura (que sucedeu Simone Tebet) no valor de R$ 939.556,32, como saldo do duodécimo.

Natural da vizinha cidade de Guararapes (SP), ele fincou raízes em Três Lagoas, ondo casou-se com Gisele Thomé, com quem tem um casal de filhos. Ele aposentou-se dos quadros de delegados de Polícia Civil e passou a atuar como produtor rural, trabalhando em uma propriedade que possuía na região de Água Clara. Milan completaria 59 anos em 24 de dezembro próximo.


Na presidência da Câmara, sua gestão foi marcada por grande austeridade. Ao encerrar o mandato ele devolveu um cheque ao município no valor de R$ 939.556,32 (Foto: Arquivo)

O ex-vereador  com a esposa Gisele e o filho Fernando (Foto: Divulgação)

Comentários