04/01/2013 11h00 – Atualizado em 04/01/2013 11h00

Da Redação

Bruna Moura de Araújo, 24 anos, atingida pelo ex-marido com um tiro na nuca, foi transferida do Centro de Tratamento Intensivo (CTI) para a Enfermaria de Cuidados Intensivos (ECI), segundo assessoria da Santa Casa de Campo Grande. A jovem saiu do coma induzido, está consciente, orientada e respira sem ajuda de aparelhos.

Segundo a assessoria, o quadro de saúde da jovem não é considerado grave, mas ainda inspira cuidados. A área do ECI é intermediária entre pacientes graves e estáveis, destinada a pessoas que ainda não podem ficar em enfermarias comuns. A bala ficou alojada no olho esquerdo da paciente e os médicos ainda avaliam a necessidade de uma cirurgia.

Bruna foi ferida com tiro no dia 20 de dezembro, dentro da loja em que trabalha, na rua Maracaju, região central de Campo Grande.

Segundo a Polícia Civil, o tiro foi disparado pelo ex-marido, de 27 anos, inconformado com a separação, depois de oito anos de relacionamento. O homem morreu naquele dia, no hospital, após ser ferido na testa com a própria arma.
A mãe de Bruna, Maria Rosa Alves, disse ao G1, no dia do crime, que o rapaz não aceitava o fim do relacionamento e fazia ameaças constantes para a jovem. O casal estava separado desde setembro de 2012.

(*) Com informações do G1-MS

Comentários