16/06/2015 15h48 – Atualizado em 16/06/2015 15h48

Judiciário Federal paralisa por mais 24 horas na quarta-feira (17) em MS

Servidores do poder judiciário federal de Mato Grosso do Sul paralisam suas atividades por mais 24 horas nesta quarta-feira (17)

Assessoria

Depois da paralisação por 24 horas na segunda-feira (15), servidores do poder judiciário federal de Mato Grosso do Sul paralisam suas atividades por mais 24 horas nesta quarta-feira (17), informa o Sindjufe/MS (Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal e Ministério Público da União).

A concentração dos grevistas será em frente ao prédio da Justiça Federal, a partir das 12 horas e às 15 horas, eles se reúnem em assembleia geral, em plena área pública para decidir pela continuidade ou não da paralisação.

“O movimento de segunda feira foi um sucesso, pois conseguimos a adesão maciça dos servidores lotados em Campo Grande e muitos do interior. Em Rio Brihante, também houve paralisação geral, permanecendo no trabalho apenas estagiários”, informa Eliezer Inácio de Oliveira, coordenador geral do sindicato. Ele informou que juízes também colaboraram com o movimento.

COORDENADORES

Para essa nova investida nesta quarta-feira, os coordenadores do Sindjufe/MS, acreditam numa paralisação ainda maior de servidores de Mato Grosso do Sul, na luta por melhores salários. As categorias querem a aprovação o PLC 28/15.

O Coordenador Jurídico do SINDJUFE/MS, José Ailton Pinto, que é Oficial de Justiça Federal, informou que além da reivindicação pelo reajuste dos servidores, sua categoria protesta contra a insegurança no exercício de suas funções e Pelo reajuste da Indenização de Transporte, que está congelada a mais de 10 (dez) anos. “Os Oficiais de Justiça em todo o Brasil estão reclamando de falta de segurança, pois nossa atividade está intimamente ligada com a repressão do Estado contra o particular, seja ele na parte criminal, tributária ou civil”, afirma José Ailton Pinto.

O sindicalista reclama que sequer porte de arma o Estado permite que os oficiais tenham e isso torna mais arriscado o trabalho dos oficiais de justiça no Estado. A coordenadora executiva do SINDJUFE/MS, Maria Terezinha, que também é oficial de justiça aposentada pede o apoio de todos nessa luta. “Vamos unidos enfrentar a falta de vontade do Executivo, do Legislativo e do Judiciário para aprovação do reajuste veiculado pelo PLC 28/15.”, afirmou. O SINDJUFE/MS convida todos para ingressarem juntamente com os Oficiais de Justiça Avaliadores Federais, no movimento grevista.

(*) Sindjufe/MS

A concentração dos grevistas será em frente ao prédio da Justiça Federal, a partir das 12 horas e às 15 horas. (Foto:Assessoria)

Comentários