04/02/2012 07h56 – Atualizado em 04/02/2012 07h56

Mais de mil pessoas devem participar deste tributo à cultura de MS

Um desafio foi lançado em Campo Grande e a população abraçou a ideia

Assessoria de Imprensa Blink 102

A capital irá promover a maior roda de tereré do mundo. Será neste domingo (5), a partir das 16 horas, no Parque das Nações Indígenas. A intenção é reunir mais de mil pessoas em uma única roda de tereré e celebrar a cultura do Estado.

INICIATIVA

A ideia partiu de uma emissora de rádio da cidade que lançou o convite para a população com o desejo de valorizar elementos da cultura local de maneira a envolver os campo-grandenses em um feito grandioso.

“Quando lançamos o desafio, o engajamento das pessoas foi imediato e a resposta nas redes sociais foi incrível”, conta o diretor da Rádio Blink 102, Alex Bachega. “A ideia tocou o coração das pessoas de todas as classes e idades por ser um acontecimento que irá valorizar um costume que pertence à nossa terra”, explica.

PROGRAMAÇÃO

O evento é gratuito e terá programação musical com as duplas sertanejas locais Munhoz & Mariano e Aurélio & Rafael. As 1.102 primeiras pessoas que chegarem ganharão camisetas oficiais da roda. Todas as pessoas deverão levar o seu próprio material, porém centenas de kits de tereré também serão distribuídos para os primeiros participantes.

COLABORADORES

O evento tem o patrocínio da Águas Guariroba e Erva Mate Tereré e o apoio do SBA Show, JK Comunicação, Governo do Estado de Mato Grosso do Sul e Prefeitura Municipal de Campo Grande.

MAIS SOBRE O TERERÉ

O tereré é uma bebida de erva-mate semelhante ao chimarrão, diferente apenas no preparo da erva e por ser tomado com água bem gelada. Apropriada ao clima quente de Mato Grosso do Sul, a bebida alcançou tamanha popularidade entre os sul-mato-grossenses que foi tombada em 2011 pelo Conselho Estadual de Cultura como patrimônio imaterial do Estado.

CULTURA

Para os sul-mato-grossenses, tomar tereré representa mais do que deixar o dia mais refrescante. Fazer uma roda de tereré se tornou um ritual prazeroso de encontro de amigos, bate-papo e descanso, transformando-se numa prática cheia de significados.

Rodas de tereré são muito comuns em Três Lagoas e também muito apreciada pelos jovens
Foto: JK Comunicação

Comentários