26/10/2013 10h01 – Atualizado em 26/10/2013 10h01

Para fazer a prova, é preciso apresentar documento de identidade com foto e ter em mãos uma caneta preta, revestida com material transparente, para preencher o cartão de respostas

Mariana Tokarnia, Agência Brasil

A partir das 13h de hoje (26), horário de Brasília, mais de 7,1 milhões de estudantes em todo o país farão a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Neste sábado, a prova terá a duração de quatro horas e meia e os candidatos vão responder a questões de ciências humanas (história, geografia, filosofia e sociologia) e de ciências da natureza (química, física e biologia). No total, serão 90 questões.

O horário merece atenção especial. Os portões serão abertos às 12h e fechados às 13h, no horário de Brasília. Em 18 estados, o horário está diferente do da capital federal e os estudantes precisam acertar o relógio. É bom lembrar que nos finais de semana é menor o número de ônibus, trem e metrô circulando.

Para fazer a prova, é preciso apresentar documento de identidade com foto e ter em mãos uma caneta preta, revestida com material transparente, para preencher o cartão de respostas. Antes de começar a responder as questões, o candidato deve conferir os dados pessoais na prova, no cartão de resposta e na lista de chamada. Se houver algum erro, deve comunicar o fiscal.

É preciso estar atento também ao que não é permitido no local de prova. O candidato não pode usar boné, chapéu, gorro, viseira ou óculos escuros. Ficar com aparelhos eletrônicos ligados durante a prova também está proibido. Quem levar qualquer eletrônico, como celular e tablet, terá que guardar em um porta-objetos lacrado que ficará embaixo da carteira. O mesmo vale para materiais como lápis, livros e apostilas.

Como o Enem é uma prova longa, o estudante pode levar um lanche. Água e comida não estão na lista de proibições. O estudante só pode deixar o local de prova duas horas após o início do exame e 30 minutos antes do término do horário poderá sair com o caderno de provas. Quem descumprir essas regras, será eliminado.

Quem não recebeu o cartão de confirmação, deve acessar a página do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e conferir as informações.

As provas serão aplicadas em 1.161 municípios, em mais de 15 mil locais de prova. Para o Enem, foram impressas 442 provas em braile para os candidatos cegos, 1.647 pessoas terão prova com letra ampliada e 5.849 vão receber a prova super ampliada. Os autistas e os que têm dislexia vão contar com o auxílio de leitores e transcritores. Haverá ainda intérprete de libras e auxílio para transcrição.

Comentários