21/07/2017 20h19

País considera música anti-islâmica, já que teria muitas insinuações sexuais

Redação

As emissoras de rádio públicas da Malásia deixaram de reproduzir o sucesso do momento, “Despacito”, no país de maioria muçulmana, anunciou um ministro, depois de críticas de pessoas que consideram a música anti-islâmica, já que teria muitas insinuações sexuais.

Salleh Said Keruak, ministro da Comunicação, disse à AFP que seu ministério recebeu inúmeras queixas sobre a música, que é sucesso internacional.

Ele disse esperar que as emissoras privadas e os canais de tv também sigam o exemplo.

“Despacito” se tornou um viral depois de seu lançamento, em janeiro, e se tornou ainda mais popular em abril, depois que o astro canadense da música pop Justin Bieber participou de um remix.

A canção do porto-riquenho Luis Fonsi foi declarada nesta semana a mais reproduzida em “streaming” em todo mundo.

(*) Terra

A música se tornou um viral depois de seu lançamento, em janeiro - GETTY IMAGES/AFP

Comentários