04/05/2015 11h35 – Atualizado em 04/05/2015 11h35

Os católicos vieram das 10 cidades que compõem a Diocese de Três Lagoas e também de Campo Grande e do Paraná, Estado onde Dom Knupp era pároco.

Assessoria

Com o lema de ordenação “Eu vim para que todos tenham vida”, Dom Luiz Knupp foi acolhido com grande festa na expectativa de caminhar ao lado dos cristãos e fortalecer o espírito do amor e da caridade. “Venho para trabalhar pela pastoral do conjunto e promover a união das pessoas, sem distinção ou favorecimentos. Peço para que todos rezem para que possamos caminhar juntos nessa missão”.

Com duração de quase três horas, a celebração foi inicialmente presidida por Dom Dimas Lara Barbosa, Arcebispo Metropolitano de Campo Grande e contou com a presença do Arcebispo de Maringá, Dom Anuar Battisti, do Bispo Emérito da Diocese de Três Lagoas, Dom Izidoro Kosinski e também de outros bispos de Mato Grosso do Sul e do Paraná.

Os católicos vieram das 10 cidades que compõem a Diocese de Três Lagoas e também de Campo Grande e do Paraná, Estado onde Dom Knupp era pároco. Devido ao espaço interno da Catedral não comportar todas as pessoas, dois telões foram projetados do lado externo e proporcionou a todos uma participação singular da celebração. “Não me importo de ficar aqui fora, o importante é estar presente nesse momento tão especial e de alegria incomparável para a nossa Igreja”, comenta a estudante Carla Aparecida.

Padres de toda a diocese, bem como diáconos, seminaristas e religiosos dos dois Estados, também participaram da solenidade. “Acolhemos o nosso Bispo como uma verdadeira família. Queremos ser amigos e também seus colaboradores em sua grandiosa e bela missão”, disse o Padre Severino Orso, pároco da Paróquia Santa Luzia.

A presença das duas dioceses em Três Lagoas também demonstrou a unidade da Igreja. “A missa foi um extraordinário acontecimento, repleta de significados que nos levam a contemplar a profunda função e importância que um Pastor tem em meio a seu rebanho. Também pode ser visível a beleza da união das duas dioceses e o carinho daqueles que ali estavam para com seu Pastor”, diz o seminarista Deivid Carlos.

Ao final da Missa, Padre Altair Ferreira, que administrou a diocese por quase um ano no aguardo da nomeação de um novo bispo, agradeceu o apoio recebido do clero e dos fiéis em sua caminhada como Administrador Diocesano. “Agradeço imensamente a colaboração de todos, dos nossos bispos do Regional Oeste I, do clero e do povo que me auxiliaram neste período difícil para a continuidade dos trabalhos pastorais. Nossas orações foram ouvidas e hoje, com a graça de Deus podemos acolher com alegria um novo Bispo em nossa amada Diocese”.

SOBRE A DIOCESE DE TRÊS LAGOAS

A Diocese de Três Lagoas (em latim: Dioecesis Trilacunensis) é uma circunscrição eclesiástica da Igreja Católica com sede episcopal em Três Lagoas (MS). Foi criada pelo Papa Paulo VI em 3 de janeiro de 1978, desmembrada da Arquidiocese de Campo Grande.

Abrange um total de 10 cidades (Três Lagoas, Selvíria, Paranaíba, Aparecida do Taboado, Água Clara, Brasilândia, Chapadão do Sul, Santa Rita do Pardo, Inocência e Cassilândia), e contempla 15 Paróquias com mais de 70 capelas

Padres de toda a diocese, bem como diáconos, seminaristas e religiosos dos dois Estados, também participaram da solenidade. (Foto: Assessoria)

Comentários