19/08/2014 17h58 – Atualizado em 19/08/2014 17h58

MS criou 18,4 mil novos postos de trabalho em 2013, de acordo com Ministério

Em termos proporcionais, Mato Grosso do Sul criou mais empregos que estados industrializados como São Paulo (1,75%), Rio de Janeiro (2,8%), Minas Gerais (2,61%) e Paraná (2,89%)

Da Redação

O Estado de Mato Grosso do Sul criou, em 2013, 18,4 mil novos postos de trabalho, de acordo com os dados da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), divulgados nesta segunda-feira (18), pelo ministro do Trabalho e Emprego, Manoel Dias. O número de empregos formais no estado alcançou 635,6 mil em dezembro de 2013, representando crescimento de 2,99% em relação ao estoque de emprego de dezembro de 2012. Em termos proporcionais, Mato Grosso do Sul criou mais empregos que estados industrializados como São Paulo (1,75%), Rio de Janeiro (2,8%), Minas Gerais (2,61%) e Paraná (2,89%).

De acordo com a publicação, os setores que apresentaram os melhores desempenhos foram a administração pública, com a criação de 6,2 mil postos de trabalho (5,1%), o comércio, com 5,5 mil novas vagas (4,59%) e a construção civil, com a emprego de 4,6 mil pessoas (14%). Em números relativos, o melhor desempenho foi o dos serviços industriais de utilidade pública, com crescimento de 14,54% (+677 postos de trabalho).

RENDA

O rendimento real médio do trabalhador sul-mato-grossense registrou a elevação de 4,46% em relação a dezembro de 2012, como resultado dos aumentos nas remunerações médias recebidas pelos homens (5,08%) e pelas mulheres (3,56%).

No Brasil os dados revelam um crescimento de 3,14% no estoque de trabalhadores formais em 2013 se comparado a 2012, indicando a geração de 1,490 milhão de postos de trabalho, resultado superior ao verificado no ano de 2012 quando foram gerados 1,148 milhão de empregos com carteira assinada no país.

RAIS

A Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) foi instituída pelo Decreto nº 76.900/75, que obriga as empresas a prestar declaração anual ao Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Suas informações referem-se aos empregados celetistas, estatutários, avulsos, temporários, dentre outros, colhendo dados da remuneração, grau de instrução, ocupação e nacionalidade, além de dados dos estabelecimentos relativos à atividade econômica e área geográfica.

(*) Com informações de Notícias MS

O número de empregos formais no estado alcançou 635,6 mil em dezembro de 2013, representando crescimento de 2,99% em relação ao estoque de emprego de dezembro de 2012 (Foto: Arquivo)

Comentários