08/04/2016 09h39 – Atualizado em 08/04/2016 09h39

Essa foi a segunda morte na Capital. Outros dois casos que vieram a óbito foram registrados em Corumbá e São Gabriel do Oeste

Da Redação

Uma mulher de 56 anos morreu na manhã desta quinta-feira (7), na Santa Casa de Campo Grande, vítima de influenza A (H1N1), vírus também conhecido como gripe suína. Esta é a quarta morte provocada pela doença em Mato Grosso do Sul este ano, e a segunda na Capital. Os outros pacientes morreram nas cidades de Corumbá e São Gabriel do Oeste.

A Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) confirmou a morte da paciente de 56 anos, internada para tratar hanseníase, diabetes e hipertensão, mas não divulgou há quantotempo ela estava hospitalizada. O primeiro óbito por gripe A, na Capital, também só foi confirmado hoje (7), mas aconteceu no mês de março. A idade e a situação do paciente que morreu por conta de H1N1 no mês passado não foi divulgado pela Secretaria.

Até agora foram registrados 48 notificações de influenza A na Capital desde o início ano, 30 delas apenas em abril, com três casos de H1N1 confirmados e três de influenza B (gripe comum), além de cinco em janeiro, cinco em fevereiro, oito em março – com dois casos de H1N1 confirmados e um óbito.

No dia 30 de março a SES (Secretaria Estadual de Saúde) confirmou a segunda morte por gripe H1N1, em Mato Grosso do Sul. A vítima era um homem, que não teve a identidade divulgada, da cidade de São Gabriel do Oeste, a 140 quilômetros de Campo Grande.

A primeira morte confirmada este ano foi na cidade de Corumbá, a 420 quilômetros da Capital, que ocorreu no mês de janeiro. Conforme o boletim epidemiológico da SES – também do dia 30 de março –, desde o início do ano, 73 casos suspeitos de Influenza foram notificados. Em 2015, foram sete óbitos registrados em decorrência da doença.

(*) Campo Grande News

Desde o início do ano, 73 casos suspeitos de Influenza foram notificados (Foto: Divulgação)

Comentários